A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

04/04/2013 19:26

Apesar de valorização, salário de pedreiro em MS é menor que média nacional

Nícholas Vasconcelos
Salário de pedreiro em MS é de R$ 960, abaixo da média nacional. (Foto: Vanderlei Aparecido)Salário de pedreiro em MS é de R$ 960, abaixo da média nacional. (Foto: Vanderlei Aparecido)

Apesar da valorização registrada nos últimos anos pela categoria, o salário de pedreiro em Mato Grosso do Sul é menor que a média nacional. No Estado, a média salarial é de R$ 960 para pedreiro, R$ 734 para servente de pedreiro, R$ 1.398 soldador e o mestre de obras recebe R$ 2.377.

Veja Mais
Empresa de call center ligada a Oi abre 490 vagas de emprego
Termina no dia 11 inscrição de Prefeitura de Angélica para 122 vagas

Os valores foram revelados pelo levantamento da Fenatracop (Federação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada), com base na Rais (Relação Anual de Informações Sociais) e do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados).

De acordo com a pesquisa, o Estado só é destaque positivo na categoria dos serventes de pedreiro. Os que atuam em MS recebem o sétimo melhor salário do país, acima da média nacional de R$ 699.

No Centro-Oeste, o salário dos serventes que atuam em Mato Grosso do Sul é o maior dos três estados, Distrito Federal e Tocantins, que embora seja da Norte foi incluído na outra região. Goiás tem o menor salário com R$ 669.

Entre os pedreiros, a média salarial sul-mato-grossense fica abaixo do total nacional. O Rio de Janeiro tem a melhor remuneração, com pagamento de R$ 1.217. Na comparação com o a região, o pedreiro recebe nas obras de MS o segundo pior salário e só fica acima do que é pago aos goianos.

Segundo a Federação, em 90% das negociações pelo Brasil os reajustes aplicados foram acima das perdas da inflação e os pisos tiveram reajustes acima dos índices gerais que foram negociados com os empregadores. A reivindicação é por uma data base unificada, para que consigam aumentar o poder de mobilização.

Os mestres de obras ganham R$ 2.195,67 nas construções no Estado. Esta remuneração é acima da média nacional, pouco acima dos R$ 1.980, mas fica abaixo da média que é paga no Centro-Oeste. No entanto, o salário de MS ainda é mais alto que a remuneração em Goiás e Tocantins.

Já entre os soldadores a situação é melhor, já que aqui o pagamento é de R$ 1.715,25, o que é o melhor do Centro-Oeste. A remuneração fica acima da regional e também da nacional, já que a média no restante do Brasil é de R$ 1.519.

 

 

Empresa de call center ligada a Oi abre 490 vagas de emprego
A empresa de call center, BTCC Conexão Cliente, abriu 490 vagas de emprego para contratação imediata em Campo Grande. Há oportunidade para Agente de ...
Termina no dia 11 inscrição de Prefeitura de Angélica para 122 vagas
Encerra no dia 11 de dezembro inscrição da Prefeitura de Angélica, distante 263 quilômetros de Campo Grande, para preencher 122 vagas. Os salários of...
Inscrições para concurso da Câmara com salários de até R$ 7 mil encerram dia 16
Encerram no dia 16 de dezembro, as inscrições para o concurso da Câmara de Bonito, distante 257 km de Campo Grande, com 13 vagas e salários de até R$...
Funsat oferece nesta quinta vagas para digitador, mecânico e pintor de móveis
A Funsat (Fundação Social do Trabalho) oferece nesta quinta-feira dezenas de vagas de emprego em Campo Grande. As oportunidades são para digitador, m...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions