A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

11/09/2014 07:20

Adolescente mata primo de 14 anos a golpes de pau, 2º caso na semana

Viviane Oliveira
Ao lado do corpo da vitima, o pau conhecido como socador de pilão, usado para matar o adolescente. (Sidnei Bronka)Ao lado do corpo da vitima, o pau conhecido como socador de pilão, usado para matar o adolescente. (Sidnei Bronka)

O indígena Adilson de Oliveira, 14 anos, foi assassinado a golpes de pau no final da tarde de ontem (10), na Aldeia Bororó, em Dourados, distante 233 quilômetros de Campo Grande. Esta é a segunda morte violenta de adolescentes em menos de uma semana na reserva indígena.

Veja Mais
Índio é preso por assassinato em aldeia e suspeita é de que integrava milícia
Adolescente de 14 anos é assassinado com tiro no ouvido em aldeia indígena

De acordo com o site 94 FM, o acusado pelo crime é o primo da vítima, 17 anos, que acabou apreendido pela Força Nacional de Segurança logo após o crime.

Segundo informações da Polícia Civil, Adilson estava em casa que fica na região da igrejinha na reserva indígena, quando começou a brigar com o primo.

Durante a briga, o acusado pegou um pedaço de pau e bateu na cabeça da vítima, que morreu no local. Após matar o primo a pauladas, o adolescente fugiu, mas acabou preso pela polícia próximo ao local do crime.

Em depoimento no 1º Distrito Policial, o acusado disse que matou o primo porque foi agredido, primeiro, por Adilson que estava de posse de duas facas. O menor apreendido foi encaminhado para a Unei (Unidade Educacional de Internação masculina de Dourados).

Violência - No último domingo (7), o adolescente Tiago Ortiz Machado, 14 anos, foi morto com um tiro no ouvido, na Aldeia Bororó. O acusado pelo crime é o indígena Celso Savala, 50 anos, que está preso.

A vítima seguia por uma via da região com irmão de 17 anos, próximo a uma igreja, quando foi abordado por Celso e dois integrantes da liderança da comunidade. Os adolescentes estavam levando algumas barras de ferro e correntes, fato que chamou a atenção do homem.

O jovem de 17 anos afirmou que ouviu o som de um disparo, e quando percebeu, o irmão estava no chão. O autor disse que atirou porque teria sido atacado.

Escritor douradense lança na terça livro sobre 40 anos de carreira
Será lançado na próxima terça-feira (6) em Dourados - cidade localizada a 233 km de Campo Grande - o livro "A Felicidade pela Literatura: Ensaio entr...
Comércio de Ponta Porã funcionará em horário especial neste fim de ano
O comércio de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande - irá funcionar em horário especial neste fim de ano. Os horários e dias foram ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions