A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

27/11/2014 18:40

“Miss presídio” está entre presos por tráfico usando carros de luxo

Helio de Freitas, de Dourados
Tucson com mais de uma tonelada de maconha bateu em árvore e motorista morreu, em setembro de 2013 (Foto: Jornal da Nova)Tucson com mais de uma tonelada de maconha bateu em árvore e motorista morreu, em setembro de 2013 (Foto: Jornal da Nova)

Kamila Gomes de Aguiar, 26 anos, a “Miss Primavera” que vai representar o presídio feminino de Jateí no Miss Penitenciária MS, marcado para esta sexta-feira, dia 28, está entre as 21 pessoas com mandados de prisão cumpridos hoje durante a Operação Dublê, do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado).

Veja Mais
Matriarca do tráfico e bandido foragido comandavam quadrilha de "luxo"
Operação prende 13 no Estado e acaba com quadrilha de carros de luxo

Ela foi presa em Dourados, a 233 km de Campo Grande, no dia 22 de agosto deste ano, junto com Ailton Luiz Schweich, 33, outro que está na lista do Gaeco. Eles tomavam conta do depósito usado pela quadrilha para armazenar a maconha que vinha de Coronel Sapucaia, numa casa no Jardim Santa Maria. No local a Polícia Militar encontrou 813 quilos da droga e Ailton disse que o entorpecente seria levado para São Paulo.

No dia em que Kamila e Ailton foram presos, o Gaeco já investigava a quadrilha desmantelada nesta quinta-feira. Os dois são acusados de fazer parte do esquema usava de utilitários de luxo, principalmente Santa Fé e Tucson, para o transporte de grandes carregamentos de maconha da fronteira com o Paraguai, passando por Dourados.

Conforme o promotor Marcos Alex Vera de Oliveira, coordenador estadual do Gaeco, a quadrilha movimentava pelo menos uma tonelada de maconha por mês. Ao longo de oito meses de investigação foram apreendidos oito toneladas que estavam em poder da quadrilha.

Grandes carregamentos – O entreposto que funcionava em Dourados era estratégico para a quadrilha. A partir da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul o grupo distribuía a droga para grandes centros consumidores e tinha controle sobre as ramificações em outros estados.

De acordo com a promotora do Gaeco em Dourados, Cláudia Almirão, a quadrilha se notabilizou por fazer grandes carregamentos, lotando ao máximo os veículos com maconha.

Em setembro do ano passado, na BR-267, próximo ao distrito de Casa Verde, em Nova Andradina, um funcionário da quadrilha morreu prensado por uma carga de 1.080 quilos de maconha que estava num Tucson prata. O motorista do carro fugiu da polícia e durante a perseguição ele bateu em uma árvore e morreu sob o carregamento.

Com coroa na cabeça, no dia 30 de outubro, quando Kamila foi eleita “miss primavera” no presídio feminino de Jateí (Foto: Divulgação/Agepen)Com coroa na cabeça, no dia 30 de outubro, quando Kamila foi eleita “miss primavera” no presídio feminino de Jateí (Foto: Divulgação/Agepen)
Kamila é conduzida por policiais no dia em que foi presa em Dourados junto com outro detento autuado hoje (Foto: Sidney Bronka/94 FM)Kamila é conduzida por policiais no dia em que foi presa em Dourados junto com outro detento autuado hoje (Foto: Sidney Bronka/94 FM)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions