A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

14/05/2012 10:37

Após 7 dias de bloqueio, índios fazem acordo com prefeitos e liberam MS-156

Aline dos Santos

A situação das estradas vacinais deflagrou o protesto

MS-156 ficou sete dias fechadas. (Foto: Cido Costa/Dourados Agora)MS-156 ficou sete dias fechadas. (Foto: Cido Costa/Dourados Agora)

Um acordo com as prefeituras de Dourados e Itaporã colocou fim ao bloqueio dos índios gurani-caiuá na MS-156. O protesto já durava sete dias. Os prefeitos de Dourados, Murilo Zauith (PSB), e Itaporã, Marcos Pacco (PMDB), prometeram aos índios manutenção paliativa das estradas vicinais que cortam as aldeias Jaguapiru e Bororó.

A situação das estradas deflagrou o protesto. Agora, os prefeitos vão marcar reunião com o governador André Puccinelli (PMDB) em busca de uma solução definitiva para o problema. Zauith e Pacco foram ao local do bloqueio e conversaram com as lideranças indígenas. O prefeito de Dourados ainda entregou duas ambulâncias para as aldeias.

Na última sexta-feira, na Expoagro, o governador afirmou que não negociaria enquanto o trânsito estivesse impedido. Os índios fecharam a estrada no trecho entre Dourados e Itaporã.

Com o protesto, não era permitida a entrada de agentes de saúde que têm a responsabilidade da aplicação de vacinas na população indígena. Os agentes da Iagro também foram impedidos de imunizar o gado contra a febre aftosa. (Colaborou Eduardo Palomita, da Grande FM).




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions