A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

15/09/2013 09:48

Após roubos em MS, parte de "quadrilha da lancha" é presa no interior do Paraná

Jéssica Benitez
segundo polícia do Paraná, dois integrantes da quadrilha da lancha ainda estão foragidos (Foto Nova News)segundo polícia do Paraná, dois integrantes da quadrilha da lancha ainda estão foragidos (Foto Nova News)

Depois de uma série de assaltos a quadrilha que saqueava barcos e ribeirinhos da região de Nova Andradina, batizada como “Quadrilha da Lancha”, foi presa na manhã de ontem pela Polícia Militar do Paraná, estado que faz divisa com Mato Grosso do Sul. O desmantelamento dos criminosos é fruto de operações policiais que estão sendo feitas em Querência do Norte, cidade paranaense onde foi registrada a última ação do bando.

Veja Mais
Morre menina de 11 meses ferida após carro da família capotar em rodovia
Condutor perde controle de caminhonete, derruba poste e foge

O trabalho que resultou na prisão da quadrilha começou na tarde da última sexta-feira (13). Na madruga de sábado, dois integrantes foram pegos quando tentaram furar uma barreira, houve perseguição ao longo de seis quilômetros e troca de tiros. Os bandidos estavam de moto, mas ao perceberem que não conseguiriam ir adiante abandonaram o veículo e correram para um matagal.

No confronto o líder dos criminosos foi baleado e morreu. Um jovem de 17 anos estava na garupa da moto e acabou se entregando. Ainda na madrugada foram feitas as prisões de outros dois homens, com mais duas armas, e recuperados o restante do dinheiro e os demais equipamentos roubados. Com eles foram apreendidos, três armas e R$ 11 mil.

Segundo a PM paranaense, dois integrantes ainda estão foragidos, portanto a operação deve continuar nos próximos dias. A polícia contou com auxílio do Batalhão de Fronteira, do 4º Batalhão da PM, de Maringá, do Grupamento Aeropolicial e Resgate Aéreo (GRAER), de Londrina, da Polícia Ambiental e da Polícia Civil – que atuou com serviço de inteligência e investigação.

Caso – Os crimes cometidos pela quadrilha tomaram proporção quando os criminosos percorreram o rio Ivinhema fazendo verdadeiro “arrastão”. Na ocasião foram roubados até motores de popa de pescadores da região. A Polícia Militar Ambiental e homens do Departamento de Operações de Fronteira chegaram a achá-los, houve troca de tiros, mas os bandidos acabaram conseguindo fugir a pé pela mata.

Para se esconder, eles invadiram uma fazenda em Nova Andradina fizeram os moradores reféns e, depois de tomar banho, trocar de roupa e jantar, todos fugiram com o carro da família. O bando seguiu para Novo Horizonte do Sul onde assaltaram o condutor de outro carro, trocaram de veículo para despistar a polícia e não foram mais vistos.

No dia 06 de setembro a quadrilha deixou rastros já no estado vizinho, em Loanda (PR). Um cidadão percebeu a presença diária de um veículo nas imediações de seu estabelecimento comercial e, desconfiado, acionou a polícia. Ao perceber a aproximação dos policiais, os ocupantes do carro saíram em alta velocidade, sendo perseguidos pela guarnição.

O acompanhamento tático saiu da zona urbana de Loanda e seguir por quase 15 quilômetros em estradas rurais, até que o carro dos criminosos saiu do campo de visão dos policiais que mais tarde acharam o carro em que os bandidos estavam, totalmente carbonizado. O automóvel foi apreendido e encaminhado para a Delegacia de Polícia de Loanda, porém os criminosos não foram localizados pelos policiais.

Outra cidade – Já no dia 10 de setembro, a quadrilha voltou a agir. Desta vez em Querência do Norte. No município paranaense eles sequestraram a família do prefeito da cidade, Carlos Benvenutti (PTB), levando o dinheiro arrecadado com a Festa do Arroz. Depois das prisões a polícia recuperou R$ 40,2 mil valor angariado no evento. Além disso, foram recuperados quatro notebooks, duas motos e armas como escopeta, pistolas e revólver.

Morre menina de 11 meses ferida após carro da família capotar em rodovia
Sofia de Almeida Flores, de 11 meses de vida, morreu na madrugada de hoje (5) em Dourados, a 233 km de Campo Grande, após ficar ferida em acidente oc...
Homem de 33 anos é morto com golpes de facão e foice em fazenda invadida
Um homem de 33 anos foi morto a golpes de facão e de foice durante uma briga envolvendo índios na fazenda Novilho, município de Caarapó, a 283 km de ...



Policiais do Paraná parabéns pelos bons trabalhos que vocês prestaram a população sul mato-grossense, esses bandidos tinham que pagar pelo o que eles aprontaram aqui no MS!!!!!!!!!!!
 
Mauricio Lucas de Carvalho em 15/09/2013 22:56:19
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions