A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

23/06/2015 09:58

Após visita a presídios, juízes começam a analisar 3 mil processos

Juiz da Vara de Execuções Penais disse que tráfico de drogas e crimes contra a vida lotam presídios de Dourados

Helio de Freitas, de Dourados
Mutirão carcerário vai analisar situação de pelo menos 1.500 detentos da penitenciária de segurança máxima de Dourados (Foto: Arquivo)Mutirão carcerário vai analisar situação de pelo menos 1.500 detentos da penitenciária de segurança máxima de Dourados (Foto: Arquivo)

Após a visita feita ontem a dois presídios de Dourados, a 233 km de Campo Grande, Juízes do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) e da comarca local iniciam nesta terça-feira (23) o levantamento da situação de pelo menos três mil detentos condenados e presos provisórios. O esforço faz parte do mutirão carcerário de 2015.

Veja Mais
Mutirão carcerário começa hoje e vai apontar número de presos provisórios
Tribunal de Justiça abre amanhã mutirão carcerário em MS

Ao Campo Grande News, o juiz da Vara de Execuções Penais de Dourados, Cesar de Souza Lima, informou que todo o trabalho de revisão dos processos é feito de forma eletrônica, com apoio de equipes treinadas, tanto no Tribunal de Justiça quanto na comarca local.

Ontem, a equipe esteve no presídio semiaberto de Dourados e na penitenciária de segurança máxima. A visita teve a participação de representantes da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) e do coordenador do mutirão carcerário, juiz Albino Coimbra Neto, da Capital.

“Nesta segunda acompanhamos o coordenador do mutirão na visita aos dois presídios e ainda vamos visitar o semiaberto feminino. A partir daí já começaremos a analisar os processos, para saber se tem detento cumprindo pena com direito a progressão de regime e para saber a situação dos presos provisórios [ainda não julgados]”, explicou Cesar de Souza Lima.

Segundo o magistrado, Dourados tem em torno de 4.500 presos cumprindo pena – no regime fechado, aberto ou semiaberto. Outros 500 estão no Tribunal do Júri, aguardando julgamento – alguns recolhidos e outros em liberdade. Lima acredita que desse total, três mil processos serão revisados.

Homicídio e tráfico – Na segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul, os crimes contra a vida e o tráfico de drogas respondem pela maioria dos processos da Vara de Execuções Penais de Dourados. “Como juiz da execução, esperamos que nenhum detento condenado ou preso provisório esteja com o processo em atraso, mas o mutirão vai ajudar a reavaliar todos os casos, porque sempre pode passar um ou outro caso”, declarou Cesar de Souza Lima.


Durante o mutirão carcerário, caberá ao juiz douradense a vistoria dos processos dos presos provisórios. Já a equipe do Tribunal de Justiça vai analisar a situação dos presos condenados.

O mutirão – Iniciado ontem, o mutirão carcerário de 2015 segue até 10 de julho para verificar a situação de todos os presos de Aquidauana e Dourados, além do reexame de todos os processos de presos provisórios no Estado.

De acordo com o juiz Albino Coimbra Neto, coordenador dos trabalhos, a prática do mutirão carcerário é uma ação já institucionalizada pelo Poder Judiciário e segue determinação do Conselho Nacional de Justiça, para análise da situação dos presos provisórios no país, cuja média nacional é de 31% do total de detentos.

Segundo ele, em Mato Grosso do Sul o índice não ultrapassa os 25%, “o que demonstra que o judiciário estadual vem estabelecendo de melhor forma o rigoroso cumprimento das normas legais que regem as prisões temporárias no país”.

Em Aquidauana, o mutirão carcerário analisa a situação de 706 presos condenados da Vara Criminal, sendo 99 do Estabelecimento Penal, 119 do regime semiaberto, aberto e assistência ao albergado e 488 presos da Penitenciária de Dois Irmãos do Buriti.

Em Dourados serão analisados 1.549 processos de presos da penitenciária de segurança máxima, 463 do semiaberto, aberto e assistência ao albergado e 67 do semiaberto feminino, além dos presos provisórios.

Mutirão carcerário começa hoje e vai apontar número de presos provisórios
A edição 2015 do Mutirão Carcerário acontece entre hoje e 10 de julho em Mato Grosso do Sul. O TJ/MS (Tribunal de Justiça) fará esforço concentrado s...
Tribunal de Justiça abre amanhã mutirão carcerário em MS
Começa amanhã e vai até 10 de julho o mutirão carcerário de Mato Grosso do Sul. De acordo com o site do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do ...
MPE fará revisão de processos e quer identificar facções criminosas em MS
O MPE-MS (Ministério Público Estadual) anunciou nesta sexta-feira (12) que fará um mutirão nos presídios de Mato Grosso do Sul, para revisar processo...
Homem foge depois de agredir enteado e esposa grávida de cinco meses
Gestante de 29 anos, foi agredida pelo próprio marido, de 39, durante discussão na tarde deste sábado (10) em Corumbá, município distante 419 quilôme...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions