A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

08/12/2014 19:26

Arrependido, adolescente que matou menina queria pagar dívida de R$ 1 mil

Viviane Oliveira
O adolescente disse que não tinha intenção de matar. (Foto: Pedro Peralta) O adolescente disse que não tinha intenção de matar. (Foto: Pedro Peralta)
O menor  junto com o padrasto e o tio. (Foto: Pedro Peralta) O menor junto com o padrasto e o tio. (Foto: Pedro Peralta)

O adolescente de 16 anos acusado de matar com um tiro na cabeça Maísa Martins, 13, durante tentativa de assalto foi apreendido no começo da tarde desta segunda-feira (8), no Bairro Nova Lima, região Norte de Campo Grande. O crime aconteceu na noite da última sexta-feira (5) no Jardim Guanabara, em Três Lagoas, distante 338 quilômetros de Campo Grande. Com o mandado de busca e apreensão decretado, o menor será encaminhado ainda hoje para o município.

Veja Mais
Denúncia anônima aponta adolescente como assassino de menina de 13 anos
Menina de 13 anos reage a assalto aos gritos e é morta por bandido

De acordo com o delegado da 5ª Delegacia de Polícia Civil, Jairo Carlos Mendes, durante as investigações sobre o caso, policiais do SIG (Serviço de Investigações Gerais), descobriram que o adolescente estava na casa do tio, Jociel Cristian da Silva, 24.

O menor, que chegou a cidade, acompanhado do padrasto Olisberto Cândido de Souza, 32, contou que estudou junto com a vítima e não tinha intenção de matá-la. Ele queria roubar para pagar uma dívida de R$ 1 mil. “A arma estava engatilhada e disparou sozinha. Não queria machucar ninguém, estou arrependido”, diz o menino que é usuário de cocaína. A arma, um revólver calibre 38, foi jogada no rio Paraná logo após o crime, de acordo com o adolescente.

Maísa tinha 13 anos e morreu com tiro na cabeça. (Foto: reprodução/Facebok) Maísa tinha 13 anos e morreu com tiro na cabeça. (Foto: reprodução/Facebok)

O caso - À Polícia, o adolescente contou que no dia do crime passou por um grupo, dois homens e uma mulher, e viu que um deles usava uma corrente de ouro. Maísa não estava entre as pessoas, ela chegou depois, segundo depoimento do menor. Interessado na joia, o menino foi até um terreno baldio desenterrou a arma, que guardava no local, e chamou o amigo para fazer o assalto. De bicicleta, os dois chegaram e o menor anunciou o assalto dizendo “Ficam de boa eu só quero a corrente”.

Assustada, Maísa começou a gritar e o assaltante disparou um tiro na região da cabeça. Ela morreu ao dar entrada no Hospital Auxiliadora. O delegado Thiago Passos, coordenador das investigações em Três Lagoas, acredita que a menina tenha reconhecido o adolescente. “Ela disse o nome dele, conforme testemunhas. Na hora do crime, a vítima estava com uma criança de 7 meses no colo, que não ficou ferida.

Depois de ter atirado, o adolescente fugiu de bicicleta sem levar nada. Ele foi para um lado e o comparsa, um jovem de 21 anos, que está foragido, foi para o outro. O adolescente chegou a passar a noite em uma mata e no outro dia foi para casa e confessou o crime à família. Ele relatou ainda que ficou sabendo depois que matou a adolescente.

Com medo de ser preso, o menor foi trazido pelo padrasto para casa do tio, em Campo Grande. Os dois, Jociel e Olisberto, foram detidos e encaminhados a delegacia para prestar esclarecimento, mas seriam liberados ainda nesta noite. O crime foi registrado como latrocínio, roubo seguido de morte. O adolescente vai para Três Lagoas e deve ser encaminhado para a Unei (Unidade Educacional de Internação) da cidade. O menor tem várias passagens pela polícia por roubo e danos ao patrimônio público.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions