A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

28/04/2014 10:48

Carro bate em ônibus ao desviar de buraco e acidente mata pai e filho

Luciana Brazil
Ônibus foi para a 20 metros do local da batida. (Foto: Sidney Assis, de Coxim)Ônibus foi para a 20 metros do local da batida. (Foto: Sidney Assis, de Coxim)
Veículo ficou totalmente destruído. (Foto: Idest/Suzana Vanessa)Veículo ficou totalmente destruído. (Foto: Idest/Suzana Vanessa)

Duas pessoas, entre elas uma criança de quatro anos, morreram na manhã desta segunda-feira (28), na BR-163, vítimas de acidente entre um veículo Pálio e um ônibus escolar. Uma mulher de 27 anos também ficou ferida. Todas as vítimas eram ocupantes do Pálio.

Veja Mais
Homem é preso com maconha escondida em banco de carro na MS-134
Idoso sofre sequestro relâmpago por supostos vendedores na fronteira

Um buraco no asfalto, segundo a perícia, fez o motorista, Cleiton Domingues da Cunha, 28 anos, invadir a pista contrária, ao fazer o desvio. Com a manobra, o veículo bateu violentamente de frente com o ônibus escolar.

O acidente aconteceu, por volta das 5h30 da manhã, a 10 quilômetros de São Gabriel do Oeste, distante 140 quilômetros de Campo Grande.

O menino Nicael Beck Cunha, 4 anos, morreu depois de ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, a caminho de Campo Grande. O pai da criança, Cleiton, morreu no local. A esposa, Cintia Antonia Barbosa Beck, de 27 anos, que estava no banco do passageiro, ficou ferida, mas não corre risco de morte.

Segundo informações da perícia, a criança estava deitada no banco de trás. Com a força da batida, ela foi lançada para o para-brisa do veículo. A cadeirinha, uso obrigatório para crianças com até quatro anos, estava devidamente presa no banco de trás, mas o menino não a usava na hora do acidente.

Conforme o Corpo de Bombeiros, se Nicael estivesse na cadeirinha, as chances de sobreviver seriam maiores, quase 100%.

O Corpo de Bombeiros demorou cerca de 30 minutos para resgatar o corpo de Cleiton, que ficou preso às ferragens.

O motorista do ônibus escolar, Antônio Álvaro Campo, 63 anos, não se feriu. Ele estava a caminho da zona rural, onde buscaria os alunos.

A violência da batida foi tão grande que o motor do Pálio se dividiu em várias partes. Ônibus só parou a 20 metros do local da batida, dentro de um milharal.

O ônibus seguia no sentido São Gabriel do Oeste - Rio Verde. O Pálio vinha no sentido contrário.

A rodovia foi parcialmente fechada, mas o fluxo segue normalmente pelo acostamento. A PRF (Polícia Rodoviária Federal) está no local. O delegado da Polícia Civil de São Gabriel do Oeste, Fábio Magalhães, também esteve na rodovia.

Cleiton e Cintia levavam o filho para um retorno médico na Capital.

(Colaborou Sidnei Assis, de Coxim)

O trânsito foi desviado pelo acostamento. (Foto: Sidney Assis, de Coxim)O trânsito foi desviado pelo acostamento. (Foto: Sidney Assis, de Coxim)
Idoso sofre sequestro relâmpago por supostos vendedores na fronteira
Idoso de 61 anos e brasileiro, sofreu um sequestro relâmpago na manhã deste domingo (4), enquanto descia do seu veículo para realizar compras no lado...
Concurso Beleza Negra acontece na próxima sexta-feira em Dourados
A cidade de Dourados - que fica a 233 km de Campo Grande - recebe na próxima sexta-feira (9), a partir da 19h, a primeira edição do Concurso Beleza N...



O Estado DEVE ser responsabilizado, tendo em vista que o motorista foi desviar de um buraco, que nunca deveria estar em uma estrada. Se esse buraco não estivesse lá, não haveria ocorrido este acidente. O Brasil é uma vergonha para o mundo.
 
Victor Lima em 28/04/2014 14:53:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions