A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

18/02/2015 08:08

Chuva causa estragos e moradores usam até canoa para sair na rua

Caroline Maldonado
Moradores usaram canoas para sair de casa, na rua Major Thomas Gonçalves (Foto: Coxim Agora)Moradores usaram canoas para sair de casa, na rua Major Thomas Gonçalves (Foto: Coxim Agora)
Bairros esperam obras previstas para começar neste semestre (Foto: Coxim Agora)Bairros esperam obras previstas para começar neste semestre (Foto: Coxim Agora)
Na rua Rondonópolis, no bairro Piracema, um carro GM Sonic caiu em um buraco e ficou atolado  (Foto: Coxim Agora)Na rua Rondonópolis, no bairro Piracema, um carro GM Sonic caiu em um buraco e ficou atolado (Foto: Coxim Agora)

As chuvas dos últimos dias alagaram ruas de três bairros em Coxim, a 260 quilômetros de Campo Grande. Motoristas foram surpreendidos pelo alagamento e alguns moradores usaram canoas para sair de casa, na rua Major Thomas Gonçalves.

Veja Mais
Chuva de 90 milímetros em 4 horas causa estragos e transtornos a população
Força Nacional vai continuar por mais 30 dias em área onde índio foi morto

Nesta terça-feira (17), a água invadiu quintais e residências e até a a escola Semíramis, segundo o jornal Coxim Agora. Na rua Rondonópolis, no bairro Piracema, um carro GM Sonic ficou atolado por conta de um buraco. Foi necessária a ajuda dos moradores para retirar o veículo, em meio a enxurrada.

As ruas dos três bairros passaram por manutenção no início deste ano. Na ocasião, o prefeito Aluízio São José (PSB) informou que, em julho de 2014, assinou o contrato junto ao Superintendente Regional da Caixa Econômica Federal, Paulo Antunes, para a liberação de recursos de R$ 20 milhões de PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento).

Além desse recurso, segundo o jornal Coxim Agora, estão previstos R$ 8,5 milhões, sendo R$ 430 mil de contrapartida da prefeitura.

No projeto estão previstas obras de drenagem, pavimentação asfáltica, calçadas com acessibilidade e sinalização horizontal e vertical. O recurso deve ser liberado neste primeiro semestre do ano. Conforme o prefeito, as obras serão concluídas em 18 meses.

No domingo, chuva recorde, que somou 330 milímetros em quatro dias, causou estragos e transtornos em Nova Andradina e Batayporã. O anel rodoviário da primeira foi destruído pela tromba d'água e uma erosão obrigou o município a remover famílias para evitar tragédias. 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions