A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

05/05/2011 12:56

Cidades de MS estão entre as cem com maior taxa de mortes por arma de fogo

Aline dos Santos

Coronel Sapucaia e Sete Quedas aparecem entre os cem municípios com maior taxa de homicídio por armas de fogo no Brasil. O dado é de estudo da CNM (Confederação Nacional dos Municípios). O levantamento leva em consideração números de 2009 do Ministério da Saúde.

O ranking de mortes violentas é liderado pelo município de Eunápolis (Bahia), com 106 homicídios por arma de fogo e população de 99.553 pessoas. Dentes as cem cidades, Coronel Sapucaia ocupa a 55ª posição. Foram 9 mortes e uma população de 14.569 habitantes. Sete Quedas aparece na75ª posição. Foram seis homicídios na cidade de 10.955 habitantes.

O estudo também traz a proporção do uso de armas de fogo em relação ao total de homicídios. Em Campo Grande, 69,7% das mortes em 2009 foram por arma de fogo. No Estado, no mesmo período, as armas de fogo foram responsáveis por 59,62% do total de homicídios.

Alagoas, Bahia, Paraíba, Rio de Janeiro e Pernambuco lideram o ranking nacional. “Estamos dando continuidade ao mapeamento da violência armada nos Municípios para orientar os gestores públicos brasileiros no enfrentamento deste grave problema social”, afirma presidente da CNM, Paulo Ziulkoski.

Mulheres - A pesquisa também mostra a violência contra as mulheres. O levantamento indica que, na maioria dos casos, as mulheres são assassinadas em um contexto de violência domestica, em brigas com o marido ou companheiro.

Sobre o estado civil das mulheres assassinadas em todo o país, as solteiras respondem por 61% nos últimos dez anos, enquanto as casadas representam 17%. A faixa etária mais afetada é a dos 20 a 29 anos.

Em Mato Grosso do Sul, 65 mulheres foram mortas em 2009, sendo 28 por arma de fogo.




não basta desarmar o cidadão comum pois, armas aos montes são arreadas pelas nossas fronteirsas nao só as secas mas tambem por água e ar e, muitos desses carregamentos são feitos por agentes públicos e não só por traficantes ou contrabandistas. Necessário se faz diminuir a faláce e investir no aparato segurança publica. Aki no nosso estado enqunto inclui mil PMs quase outros mil vao embora por aposentadoria, invalidez e muitos por estarem descontentes com a falta de expectativa de melhoria salarial, promoçoes e sucateamento da PM por parte da SEJUSP, ha vários dias a regiao norte de campo grande esta sem policiamento por falta de viaturas baixadas para concerto que a burocracia nao deixa.. Desarmar é preciso mas se pode desarmar um cidadao de bem e armar vários marginais. com a palavra as autoridades.
 
josé lima martins em 06/05/2011 09:24:42
Infelizmente ainda ha pessoas que pensam que vive naquele matogrosso,onde não era desmembrado e que tudo corria frouxo,mas que estas mesmas acordem e veja que o futuro chegou e que devemos retribuir o mal com o bem, e que a violencia nao gera nada , a nao ser desunião e morte!!Vamos buscar mais a Deus, se aproximar mos de Jesus,só Ele poderá nos livrar do mal e nos proteger, arma nenhuma poderá!!!
 
Reinaldo Costa em 05/05/2011 03:58:11
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions