A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

08/09/2011 13:01

Comunidade Quilombola São Miguel recebe 1º título definitivo de terra em MS

Paula Vitorino

A Colônia Negra Quilombola São Miguel, localizada no município de Maracaju, é a primeira comunidade quilombola de Mato Grosso do Sul a receber, em definitivo, o título de propriedade da terra onde vive.

A área destinada a Colônia e que foi desapropriada mede 333 hectares, com o valor de R$ 1.896.863,60. No entanto, a comunidade vive em uma área total de 420,68 hectares e abriga 16 famílias, com 80 pessoas ao todo.

O processo de regularização fundiária da comunidade São Miguel foi possível após a emissão do Decreto Presidencial, em 20 de novembro de 2009, que declarava o território quilombola área de interesse social, portanto passível de desapropriação.

A cerimônia de entrega do título acontecerá nesta segunda-feira (12), com a presença de autoridades.

São Miguel - A comunidade teve seu começo na primeira década do século XX, com o casamento dos descendentes de escravos Manoel Lourenço Gonçalves e dona Joaquina Gonçalves de Souza, que vieram para a região de Maracaju, estabelecendo-se na divisa desse município com Nioaque.

Em 1941, eles regularizaram a posse da terra que hoje ocupam. Avó Joaquina, como era conhecida a fundadora da comunidade, faleceu com 109 anos em 31 de maior de 2006.

A comunidade chama-se São Miguel em homenagem à imagem do santo que, segundo contam, era toda de ouro e foi enterrada na área da fazenda. Até hoje ninguém a encontrou, mas continuam procurando. As famílias da comunidade vivem do cultivo na terra, como a criação de gado.

Comunidades - Na região de Maracaju e Nioaque existem mais quatro comunidades quilombolas. No Estado, são 15 processos de regularização de terras quilombolas em andamento, sendo que o da Chácara Buriti (Campo Grande) já está na fase de emissão de posse ao Incra e posterior entrega à comunidade, provavelmente em meados de outubro.

Esta será a segunda comunidade quilombola a receber o titulo definitivo de propriedade da terra.

Também estão em fase de regularização: Furnas da Boa Sorte, no município de Corguinho; Furnas do Dionísio, município de Jaraguari.

Idoso sofre sequestro relâmpago por supostos vendedores na fronteira
Idoso de 61 anos e brasileiro, sofreu um sequestro relâmpago na manhã deste domingo (4), enquanto descia do seu veículo para realizar compras no lado...
Concurso Beleza Negra acontece na próxima sexta-feira em Dourados
A cidade de Dourados - que fica a 233 km de Campo Grande - recebe na próxima sexta-feira (9), a partir da 19h, a primeira edição do Concurso Beleza N...



Sou casado com uma quilombola da comunidade quilombola de Ms locada em São Miguel município de Maracaju. sinto feliz por este povo ter conseguido suas terras. Sendo assim podem crescer ainda mais.





 
ismar dos Reis Alves em 29/02/2012 09:26:50
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions