A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

20/10/2014 15:09

Consórcio admite demissões em obra de fábrica e diz que é o fim de uma das fases

Priscilla Peres
Sindicato está desde a semana passada auxiliando os trabalhadores demitidos. (Foto: Léo Lima)Sindicato está desde a semana passada auxiliando os trabalhadores demitidos. (Foto: Léo Lima)

O Consórcio UFN 3 confirmou hoje, em nota, que está demitindo parte dos funcionários que trabalham na construção da Fafen (Unidade de Fertilizantes Nitrogenados) em Três Lagoas - distante 338 km de Campo Grande. A quantidade de desligamentos de trabalhadores e o pagamento da rescisão não foi informado.

Veja Mais
Funcionários de obra de fábrica denunciam demissão em massa e falta de pagamento
Veículo colide em capivara, sai da pista e pega fogo nas margens da MS-157

De acordo com a nota, o consórcio afirma que encerrou um ciclo do empreendimento das atividades que começaram em 2012 e estão previstas para terminar no primeiro semestre de 2015. Segundo eles, a próxima fase não exige a mesma quantia de funcionários.

A nota ainda afirma que "baseado em critérios estritamente técnicas, passa à substituição paulatina da sua mão de obra por outras especialidades, como é inerente de todo o processo de construção de obras desta envergadura".

O assessor jurídico do Sintricom (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil) , Valdisnei Delgado, afirma que o consórcio, contratado pela Petrobras, não confirma o número de trabalhadores demitidos. "As demissões estão acontecendo e isso é fato, estamos no reunindo com a empresa responsável, mas temos poucas notícias oficiais sobre o que está acontecendo", diz ele, que acredita que 1.500 funcionários tenham sido demitidos.

Segundo o site JP News, no sábado os funcionários demitidos foram reunidos em um espaço para fazer a entrega dos equipamentos de segurança. Nesse dia, foram informados de que o pagamento da rescisão de contrato de trabalho, será feita nesta semana e enquanto isso fazem exame demissional.

Trabalhadores se dizem revoltados com a demissão em massa que segundo eles, foi feita sem nenhum motivo. "A gente vem de longe, faz uma programação, chega aqui, acontece isso, uma verdadeira falta de respeito com os trabalhadores”, comentou um dos trabalhadores que preferiu não se identificar, ao jornal JP News.

Ainda de acordo com os trabalhadores, o Consórcio os retirou do alojamento próximo ao canteiro de obras da UFN 3, que fica localizado na zona rural e os levaram para a cidade, eles estão hospedados em hotéis e alojamentos da empresa na cidade.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions