A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

19/08/2015 22:38

Curto-circuito pode ter causado incêndio em frigorífico, diz proprietário

Thiago de Souza
Incêndio começou na sala de desossa do frigorífico. (Foto: José Antônio de Andrade/Jornal da Nova)Incêndio começou na sala de desossa do frigorífico. (Foto: José Antônio de Andrade/Jornal da Nova)
Curto circuito teria causado o incêndio no frigorífico. (Foto: José Antônio de Andrade/Jornal da Nova)Curto circuito teria causado o incêndio no frigorífico. (Foto: José Antônio de Andrade/Jornal da Nova)

O prédio onde funcionava o frigorífico Minerva Food em Batayporã - distante 311 km da Capital, que foi atingido por um incêndio na manhã desta quarta-feira (19), possuía duas redes de energia, uma de alta e outra de baixa intensidade, conforme disse Rogério Capuci, sócio-proprietário do prédio, arrendado ao frigorífico Minerva. Segundo ele a suspeita inicial é de curto-circuito na sala de desossa, provocado pela fiação da rede de baixa intensidade, que segundo ele é antiga.

Veja Mais
Energia elétrica de prédio de frigorífico estava desligada, diz proprietário
Incêndio de grandes proporções atinge frigorífico fechado há 50 dias

Ainda de acordo com Capuci, chegou a ser noticiado que não havia energia no local. Porém foi com a bomba dágua do frigorífico que os caminhões do Corpo de Bombeiros foram reabastecidos. No prédio só funcionava o setor administrativo. Não houve feridos e o prejuízo, segundo Capuci será calculado posteriormente e ficará a cargo do Minerva Foods, assim como a questão do seguro.

O Corpo de Bombeiros não havia fechado o relatório com os detalhes da ocorrência, pois envolveu grupamentos de cidades diferentes, como Batayporã e Nova Andradina. As informações devem ser divulgadas na manhã dessa quinta-feira (20). 

Incêndio

O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 10h35, para combater as chamas que se iniciaram na sala de desossa. Os demais ambientes, como o setor de carregamento, sala de máquinas e cozinha não foram atingidos, e os Bombeiros fizeram ação preventiva para evitar que o fogo se alastrasse. Foram mais de oito horas de trabalho, e até às 22 horas desta quarta, ainda havia militares fazendo o rescaldo no local. 

No momento em que as chamas começaram, apesar da unidade estar desativada, havia pessoas trabalhando no setor administrativo, que foram retiradas rapidamente.

Três equipes do Corpo de Bombeiros e dois caminhões pipas dos municípios de Nova Andradina e Batayporã atenderam a ocorrência. Os Bombeiros também pediram ajuda para a Usinas que tinham caminhão pipa para ajudar a combater o incêndio. Em determinados momentos, houve dificuldades para controlar as chamas. 

Além dos Bombeiros, equipes da Polícia Militar e Ambiental estiveram no local, que provavelmente, passará por perícia.

 

 

 

 

Motorista embriagado atropela ciclista e foge sem prestar socorro
Guinovaldo Aguiar Gama, de 53 anos, foi preso em flagrante depois de ter atropelado um ciclista na região central de Itaporã, 227 quilômetros de Camp...
Rapaz foge de policial a paisana e abandona mochila com 18 kg de droga
Homem fugiu deixando uma mochila com 18 quilos de maconha, depois de ser abordado esta manhã (10) por um policial a paisana na rodoviária de Ponta Po...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions