A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

03/12/2014 16:38

DOF apreende S-10 “dublê” e prende dois em rodovia da região sul

Helio de Freitas, de Dourados
Caminhonete roubada em Campinas usava placa de veículo semelhante que roda legalmente na cidade paulista (Foto: Divulgação/DOF)Caminhonete roubada em Campinas usava placa de veículo semelhante que roda legalmente na cidade paulista (Foto: Divulgação/DOF)

A polícia de Mato Grosso do Sul prendeu duas pessoas ontem à tarde na MS-156, município de Caarapó, e apreendeu uma caminhonete S-10 roubada em Campinas que usava placa de outro veículo semelhante, que roda legalmente na cidade do interior paulista, o chamado “dublê”. Na semana passada, o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) desarticulou parte de uma quadrilha que usava veículos de luxo para o tráfico de maconha.

Veja Mais
Gaeco recorre à Interpol para prender chefão violento da quadrilha “de luxo”
“Miss presídio” está entre presos por tráfico usando carros de luxo

A exemplo do que ocorria com a quadrilha desmantelada pela Operação Dublê, do Gaeco, a caminhonete apreendida pelo DOF estava sendo levada para Coronel Sapucaia, na fronteira com o Paraguai. A polícia não informou se existe ligação dessas pessoas que estavam com a S-10 com a quadrilha presa na semana passada.

A apreensão de ontem foi feita pelo DOF (Departamento de Operações de Fronteira). A caminhonete cinza, 2014, estava sendo conduzida por E.A.S., 32 anos, morador em Jataí (GO). Ele viajava na companhia de uma mulher de 22 anos, residente em Campinas. Segundo o DOF, o condutor apresentou uma CNH (Carteira Nacional de Habilitação) falsificada.

Ao checar as informações da caminhonete no sistema nacional, os policiais descobriram que a S-10 tinha sido roubada no dia 12 do mês passado em Campinas. O condutor confessou que tinha sido contratado para dirigir o veículo de Jataí até Coronel Sapucaia.

O local de onde a caminhonete partiu rumo a Mato Grosso do Sul é outra semelhança com os modos de operação da quadrilha desmantelada pelo Gaeco, que rouba veículos de luxo principalmente em São Paulo e Goiás para trocar por maconha ou para usar para transporte da droga comprada no Paraguai.

Na semana passada, o promotor Marcos Alex Vera de Oliveira, coordenador do Gaeco em Mato Grosso do Sul, informou que cinco integrantes da quadrilha continuavam foragidos, entre eles o chefe do bando, Edinei Pedroso de Moraes, o “Cupim” ou “Neno”, que está escondido em território paraguaio e continua agindo.

Outro preso – De acordo com o DOF, enquanto os policiais verificavam a documentação da S-10 foi abordado um Fiat Uno Way branco, com placa de Sumaré (SP), conduzido por W.J.I.P., 32 anos, também morador em Jataí. O carro não tinha restrição, mas o condutor também usava CNH falsa e foi preso. Contra ele existiam dois mandados de prisão pela Vara Criminal da cidade goiana.

W.J.I.P. disse aos policiais que foi contratado para acompanhar o condutor da S-10 até Coronel Sapucaia, onde a caminhonete seria entregue. Os dois foram levados para a delegacia de Polícia Civil de Caarapó.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions