A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

29/10/2011 12:14

Dourados constrói 14 postos de saúde e reforma outras 21 unidades básicas

Edmir Conceição*
Unidade de saúde do Altos da Monte Alegre está entre os seis postos de saúde em construção; outros oito serão construídos em Dourados. (foto: A. Frota)Unidade de saúde do Altos da Monte Alegre está entre os seis postos de saúde em construção; outros oito serão construídos em Dourados. (foto: A. Frota)

Depois do caos na saúde, a Prefeitura de Dourados já começou a construir seis novas unidades de saúde e mais oito serão iniciadas em breve. Além dos novos postos, o prefeito Murilo também anunciou a reforma e ampliação de outras 21 unidades espalhadas pelo município.

Veja Mais
Justiça determina instalação de rede de esgoto em Nova Alvorada do Sul
Pistoleiro morre baleado durante confronto com a polícia do Paraguai

Dessas 14 novas unidades de saúde, seis já estão sendo construídas – Altos da Monte Alegre no valor de R$ 382,3 mil, Altos do Indaiá no valor de R$ 371,9 mil, Cabeceira Alegre com investimento de R$ 371,9 mil, Jardim Guaicurus no valor de R$ 384,8 mil, Residencial Jardim Oliveira com custo de R$ 375,7 mil e Campo Dourado, no valor de R$ 369 mil.

Em fase de elaboração de projeto, estão as unidades do Jardim Flórida I (antiga cadeia pública) no valor de R$ 400 mil, do Jardim Monte Carlo (R$ 200 mil), Jardim dos Estados (R$ 400 mil) e do Jardim Marília, próximo ao prolongamento da Marcelino Pires, na antiga Rua Potreirito, no valor de 200 mil.

Outras quatro unidades serão construídas em locais ainda não definidos. Os recursos para construção, reforma e ampliação dos postos são do FNS (Fundo Nacional de Saúde).

REFORMA - O prefeito Murilo informou que 14 unidades de saúde localizadas no perímetro urbano de Dourados e nos distritos serão reformadas e ampliadas.

As obras, que estão em processo de levantamento e elaboração de projeto, vão atender os bairros Vila Cachoeirinha, Jardim Santo André, Maracanã, Carisma, Cuiabazinho, Novo Horizonte, Bem-te-vi, Jóquei Clube e os distritos de Vila São Pedro, Panambi, Vila Vargas e Itahum. Também estão nessa lista o PAM (Pronto Atendimento Médico) e o Centro Homeopático.

Na saúde indígenas serão reformadas e ampliadas cinco unidades de saúde com recursos da Funasa (Fundação Nacional de Saúde), beneficiando os moradores das aldeias Jaguapiru, Panambizinho e Bororó.

SAÚDE BUCAL - Também está em fase de licitação a reforma das unidades de saúde bucal da Vila Rosa e do distrito de Indápolis. A previsão é de investimento de R$ 457.241,29 com recursos do FNS através de contrato de repasse com a Caixa Econômica Federal.

Justiça determina instalação de rede de esgoto em Nova Alvorada do Sul
A Sanesul e a prefeitura de Nova Alvorada do Sul - cidade localizada a 120 km de Campo Grande - terão que criar no município rede coletora e estação ...
Médico nega que tenha abandonado pacientes e diz que foi autorizado a sair
O médico Carlos José da Costa Duran, de 41 anos, nega que tenha abandonado o plantão no hospital e maternidade Idimaque Paes Ferreira, o único em Rio...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions