A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Janeiro de 2017

25/06/2013 14:29

Grupo libera BR-060, mas prometem novo bloqueio para próxima semana

Ângela Kempfer

Os trabalhadores que estavam desde o início da manhã na BR-060 liberaram há pouco a rodovia no trecho entre Sidrolândia de Maracaju. Foram quase 8 horas de bloqueio, em protesto depois de demissão em massa na usina Santa Olinda, no distrito de Quebra Coco.

Cerca de 200 pessoas se juntaram ao movimento que reivindica o pagamento de salário de quatro meses, férias e 13º. Começou a chover forte na região, por isso o grupo resolveu liberar a estrada, mas já organiza outra manifestação para a próxima terça-feira, caso o pagamento não seja efetuado.

Os trabalhadores foram demitidos depois de a empresa fechar as portas no último dia 19. Quase 90% dos funcionários foram mandados embora, o que corresponde a 165 pessoas.

Para a rodovia, os trabalhadores levaram faixas com as frases "basta na exploração", "calote nacional" e "exigimos nosso respeito, queremos nosso salário em dia".

A Polícia Rodoviária Federal acompanhou tudo de perto e solicitou que o trecho fosse liberado de tempo em tempo, para diminuir o congestionamento que atingiu cerca de 10 quilômetros. Mas o acordo nem chegou a ser praticado porque o temporal acabou com a manifestação por volta das 14h30. (Colaborou o radialista Rodrigo Andrade)

Homem é preso ao ser flagrado transportando 191 quilos de maconha
Hellington Sant Ana Mota, de 33 anos foi preso acusado de tráfico de drogas por transportar 191 quilos de maconha no porta-malas de um carro. O flagr...
Quadrilha é presa acusada de roubo a joalheria; funcionária é suspeita
Uma quadrilha formada por 10 pessoas foi desarticulada pela Polícia Civil de Itaporã, distante 227 km de Campo Grande, após investigações de roubo a ...
Detentos são flagrados com celular cheio de vídeos de sexo com criança
Agentes penitenciários encontraram um celular contendo cenas de sexo com uma criança, na cela onde estão presos Luis Felipe Barbosa dos Santos, 19 an...



Não vejo nada errado quanto as reclamações desses incautos trabalhadores.O que nos preocupa é a forma de como reivindicam seus direitos. Precisamos nos importar com o direito que tem cada cidadão brasileiro em ir e vir contido na nossa Constituição. Se todos que tiverem seus direitos molestados trancarem as estradas,o que serão dos outros? Em minhas viagens já fui barrado nas estradas por sem-terras, indígenas, madeireiros, agricultores e alguns outros movimentos. Imagino que todos tivessem suas razões quanto ao que reivindicavam, mas, e o meu direito de ir e vir, trabalhar e honrar meus compromissos??? As greves devem acontecerem. As manifestações populares devem acontecerem, mas, sem nunca molestarem os direitos dos demais.
 
Walter Pitarelli em 25/06/2013 16:05:31
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions