A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

20/09/2015 08:30

Mais um empresário é executado na fronteira; esposa e filhos são baleados

Leonardo Rocha
Assassinato de comerciante é o quinto relacionado a região de fronteira na semana (Foto: Site Capitambado)Assassinato de comerciante é o quinto relacionado a região de fronteira na semana (Foto: Site Capitambado)
Pistoleiro deixa de moto para trás após colisão com veículo, ele fugiu do local (Foto: Léo Veras)Pistoleiro deixa de moto para trás após colisão com veículo, ele fugiu do local (Foto: Léo Veras)

Mais um empresário é assassinato em Ponta Porã. Desta vez, o comerciante Carlos Ayala Gonçalves, de 40 anos, estava junto com a família, em um veículo Hilux, quando por volta das 22h45, um pistoleiro em uma moto, efetuou cinco disparos de pistola 9 mm em direção a vítima, na rua Pedro Ângelo da Rosa, no jardim Planalto.

Veja Mais
Suspeito pelo assassinato de jornalista em MS é executado com 20 tiros em SP
Mortos a tiros e com cadeado na boca tinham 25 e 26 anos de idade

Os disparos atingiram também o rosto da esposa do comerciante, que estava o seu lado, no banco de passageiro, além de seus dois filhos que estavam no banco de trás. Um foi atingido no braço e outro na perna. Eles foram encaminhados para o Hospital Regional, porém segundo médicos, não correm riscos maiores.

De acordo com o site Ponta Porã Informa, Carlos Ayala também foi levado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Conforme a polícia, o comerciante ao ser alvejado jogou seu veículo sobre a moto do pistoleiro, que perdeu o controle e caiu, no entanto não ficou ferido e saiu a pé em fuga pela região, deixando a moto no local. A vítima acabou batendo a caminhonete contra um poste.

Tanto o veículo, como a motocicleta foram encaminhados para o 1° DP da Policia Civil de Ponta Porã para serem periciados. Este é o quinto assassinato envolvendo crimes a região de fronteira de Mato Grosso do Sul, com o Paraguai.

Na última terça-feira (15), foi morto com tiros de fuzil, o ex-deputado e ex-prefeito de Ponta Porã, Oscar Goldoni. Depois, na sexta-feira (18), dois paraguaios Jorge Augusto Sanchez, 25, e Luis Alfredo Rojas, 26, foram executados com tiros de pistola e deixados na margem da estrada vicinal, com cadeados colocados na boca.

No mesmo dia, Cláudio Rodrigues, suspeito de matar o jornalista Paulo Rocaro, 51 anos em fevereiro de 2012, no município, foi assassinado em Jandira (SP), com mais de 20 tiros de pistola 9 milímetros.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions