A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

18/09/2015 13:31

Mortos a tiros e com cadeado na boca tinham 25 e 26 anos de idade

Os dois homens eram de nacionalidade paraguaia e tinham 25 e 26 anos de idade; caso é investigado pela 2ª Delegacia de Polícia

Helio de Freitas, de Dourados
Jorge Augusto Sanchez, 25 anos, ao lado de namorada (Foto: Reprodução Facebook)Jorge Augusto Sanchez, 25 anos, ao lado de namorada (Foto: Reprodução Facebook)
Luis Alfredo Rojas, na foto ao lado da namorada, foi o outro executado (Foto: Reprodução Facebook)Luis Alfredo Rojas, na foto ao lado da namorada, foi o outro executado (Foto: Reprodução Facebook)

Foram identificados nesta sexta-feira no IML (Instituto Médico Legal) de Ponta Porã, cidade a 323 km de Campo Grande, os corpos encontrados pela manhã, em uma estrada vicinal a 500 metros da BR-463. As vítimas foram os paraguaios Jorge Augusto Sanchez, 25, e Luis Alfredo Rojas, 26. A identificação foi feita por familiares.

Veja Mais
Dois homens são encontrados mortos com cadeado na boca em Ponta Porã
Com sítio invadido por índios, família está há nove meses fora de casa

Os dois foram executados a tiros de pistola 9 milímetros e deixados na margem da estrada vicinal. Cada um foi atingido por quatro disparos. Cadeados foram colocados na boca das vítimas, o que no submundo do crime significa um recado, pois aquela pessoa “falou demais”.

Pessoas da fronteira afirmam que a cena macabra é usada pela máfia para mandar um recado quando quer calar possíveis delatores. Policiais paraguaios informaram à imprensa da fronteira que os dois eram suspeitos de roubo e tráfico de drogas.

Conforme levantamento feito pela perícia, os dois paraguaios foram sequestrados, amarrados e levados até o local isolado, onde foram executados. O caso será investigado pela 2ª Delegacia de Polícia da cidade.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions