A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

12/07/2011 09:49

Militares do Exército são suspeitos de espacarem adolescente em Coxim

Francisco Júnior

Agressões aconteceram durante festa

Adolescente teve o nariz quebrado. (Foto: Edição MS)Adolescente teve o nariz quebrado. (Foto: Edição MS)

Um adolescente de 16 anos acusa quatro soldados e um capitão do 47º Batalhão de Infantaria do Exército de o terem espancado durante uma festa na cidade de Coxim, no último sábado (9). O caso só foi registrado ontem (11) na delegacia, pelos familiares da vítima.

Conforme o site Edição MS, o adolescente relatou que saia da festa acompanhado de dois colegas, quando foi abordado pelos soldados, que o levaram para o banheiro masculino do clube. Dentro do banheiro, segundo ele, começou a ser agredido com socos no rosto pelo capitão Ricardo de Sales Magalhães.

As agressões começaram depois que o adolescente foi acusado pelos militares de ter quebrado o espelho do banheiro. Na versão a vítima, entre um soco e outro o capitão perguntava se ele tinha quebrado o espelho. Diante das negativas, o capitão voltava a agredi-lo.

Consta na denúncia que após as agressões o capitão saiu do banheiro e um dos soldados pediu que o adolescente lavasse o rosto para tirar o sangue. O garoto contou ainda que depois de se lavar, o capitão voltou para o banheiro e começou a segunda sessão de agressões. O adolescente informou que um dos soldados ainda jogou whisky em seu rosto.

Os colegas não foram agredidos pelos soldados, mas tiveram que ir para a delegacia em camburão juntamente com a vítima.

O exame de corpo delito constatou que o adolescente teve o nariz fraturado. Para os pais dele, o que aconteceu dentro do banheiro foi tortura. No dia seguinte, a mãe procurou o capitão, que inicialmente negou ser o autor das agressões, mas acabou confessando e ofereceu auxílio ao menino.

Porém, para a reportagem do site ele negou as acusações.




Não da pra dizer exatamente o que ocorreu. So quem estava lá viu! Mas é, no mínimo, muito estranho alguem agredir um menor em público sem motivo aparente. O que será que tem de errado nesta estória?
 
Rafael Silva em 12/07/2011 11:15:53
Mais uma vez os tais militares de cara cheia envolve-se em problemas.
Vocês já observaram, quantos militars embreagados, têm sido manchetes de jornal do final de junho até hoje?
Prestem atenção. Só confusão, brigas, acidentes e carros dentro do córrego.
 
juan charlymoon em 12/07/2011 10:08:13
ESPERO QUE A PROMOTORIA DE COXIM TOME ALGUMA PROVIDÊNCIA A ESTA OCORRÊNCIA QUE NÃO FIQUE APENAS NA CONVERSA, POIS ALGUNS ANOS ATRAS QUANDO ESTAVA ENVOLVIDO FILHOS DE PESSOAS INFLUENTES DA CIDADE A PROMOTORIA AGIL COM MUITA DESTREZA, ACUSANDO E ATE BUSCANDO A CONDENAÇÃO DOS ENVOLVIDOS NA " SUPOSTA TORTURA " DAS VITIMAS EM COXIM ESPERO AGORA O MESMO EMPENHO DESTA VALOROZA ENTIDADE QUE É O MINISTERIO PUBLICO.
 
Ricardo Campos Figueiredo em 12/07/2011 07:57:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions