A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

17/12/2010 19:56

Operação do Gaeco prende quadrilha de traficantes em Amambai

João Humberto
Audi e Astra eram usados pelos traficantes para transporte de drogas. (Divulgação)Audi e Astra eram usados pelos traficantes para transporte de drogas. (Divulgação)

Nesta sexta-feira, uma quadrilha de traficantes foi desarticulada em Amambai pelo Gaeco (Grupo de Atuação e Repressão ao Crime Organizado), a PM (Polícia Militar) e o DOF (Departamento de Operações da Fronteira).

Na Operação Fim de Festa foram presos Silvério Acosta Antunes, o “Marquinhos”, 38 anos, morador em Caarapó e coordenador local da quadrilha; Paulo Henrique Borak, 23, residente em Caarapó; Dejair Chaves dos Santos, o “Menega”, 41, que cumpria pena no Estabelecimento de Regime Semi-Aberto em Dourados e responsável por pontos de apoio ao grupo em Dourados e Coronel Sapucaia e Luiz Eduardo Rojas Lemos, 21, natural de Amambai. Todos foram recolhidos no Epam (Estabelecimento Penal de Amambai).

A quadrilha tinha mandado de prisão em aberto expedido pela 1ª Vara da Comarca de Amambai por atuar no tráfico de drogas ilícitas a partir de Coronel Sapucaia, passando por Amambai, Caarapó, Dourados e chegando até Goiânia.

Silvério Acosta Antunes, o “Marquinhos”, 38 anos. (Divulgação)Silvério Acosta Antunes, o “Marquinhos”, 38 anos. (Divulgação)
Dejair Chaves dos Santos, o “Menega”, 41 anos. (Divulgação)Dejair Chaves dos Santos, o “Menega”, 41 anos. (Divulgação)

Silvério e seus comparsas movimentavam grande quantidade de dinheiro por conta do comércio de drogas. Com isso patrocinavam várias festas em que diversas pessoas consumiam entorpecentes, tanto em Caarapó quanto em Amambai.

Buscas foram feitas nas casas dos integrantes da quadrilha, havendo, inclusive a apreensão de cocaína, bem como dos veículos Astra, de cor preta, placa LOM-9045 e um Audi, cor prata, placas HSR-2704, usados nos deslocamentos do bando e transporte das drogas. .

Durante a prisão, Luiz Eduardo estava com R$ 12 mil em dinheiro, escondidos na cueca.

Paulo Henrique Borak, 23 anos, e Luiz Eduardo Rojas Lemos, 21 anos. (Divulgação)Paulo Henrique Borak, 23 anos, e Luiz Eduardo Rojas Lemos, 21 anos. (Divulgação)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions