A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

13/11/2014 15:02

Prefeitura diz estar à disposição para investigações da "Operação Morteiro"

Priscilla Peres
Policiais estiveram na prefeitura do municípios nesta manhã onde recolheram documentos. (Foto: TL Notícias)Policiais estiveram na prefeitura do municípios nesta manhã onde recolheram documentos. (Foto: TL Notícias)

A prefeitura de Três Lagoas - distante 338 km de Campo Grande, afirmou por meio de nota, que se coloca a disposição para qualquer solicitação do MPE/MS (Ministério Público Estadual) sobre as investigações de fraude em licitações do município. A prefeita Márcia Moura (PMDB) não quis falar sobre o assunto e preferiu se manifestar via assessoria de imprensa.

Veja Mais
Gaeco recolhe malotes de documentos em investigação sobre fraude em prefeitura
Gaeco investiga fraude em licitações e no show pirotécnico em Três Lagoas

De acordo com nota enviada pela prefeitura, o secretário finanças, Fernando Pereira, ficará responsável por atender as demandas do MPE e realizar uma auditoria em todos os contratos das empresas investigadas "para apurar possível irregularidade cometida nas licitações e contratações dessas empresas, e também apurar se houve participação de servidores públicos nesses processos".

Operação Morteiro deflagrada hoje pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) em Campo Grande e Três Lagoas, apreendeu documentos na prefeitura do interior, além de fez filmagens e fotos local. Eles investigam irregularidades em licitações, entre elas a contratação de show pirotécnico na última festa de fim de ano.

Segundo o MPE, durante a apuração surgiram indícios de que empresários teriam combinado valores de propostas e orçamentos, para que licitações fossem vencidas por empresas previamente escolhidas pelo grupo. Existem também evidências de participação de servidores públicos municipais nas irregularidades, conforme informações do Ministério.

Em relação ao ex-servidor público citado pelo GAECO, a prefeitura de Três Lagoas informou que "o mesmo não faz mais parte do quadro de funcionários da prefeitura desde o início desta semana, já que pediu exoneração do cargo". A assessoria da prefeitura informou que a prefeita Marcia passa o dia em reunião já agendada com empresários locais e por isso não irá falar sobre o caso.

Três empresários, além de um ex-servidor público municipal de Três Lagoas, foram conduzidos pelos Policiais para prestar depoimento, em atendimento à determinação judicial. Participam da operação cerca de 18 Policiais Militares do GAECO, além de três Promotores de Justiça.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions