A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Fevereiro de 2017

01/02/2015 10:28

Prefeitura estabelece regras e multas para quem deixar de limpar terrenos

Priscilla Peres
Quem for reincidentes irá pagar a multa duplicada, que soma quase R$ 1,8 mil.  (Foto: Dourados Agora)Quem for reincidentes irá pagar a multa duplicada, que soma quase R$ 1,8 mil. (Foto: Dourados Agora)

A prefeitura de Dourados - distante 233 km de Campo Grande, deixou mais rígidas as regras para quem não limpar terrenos sem uso. O edital que notifica os proprietários traz mudanças este ano,e é preciso ficar atento aos prazos e às novas regras.

A notificação para que seja realizada a limpeza e roçada dos terrenos foi publicada no dia 16 deste mês no Diário Oficial do município. A partir desta data foi dado um prazo de 10 dias úteis para que os proprietários de terrenos façam a limpeza dos locais, ou seja, o período se encerrou na sexta-feira, dia 30.

Em caso de descumprimento da medida, a prefeitura vai executar os serviços. No entanto, o município cobra dos proprietários dos terrenos os custos dos trabalhos, além da aplicação de taxas e multas, conforme previsto em lei municipal.

Além destas regras, o edital de notificação deste ano traz duas novidades. A primeira é que o valor da multa será cobrado em dobro dos reincidentes. Num terreno de 360 metros quadrados, por exemplo, o dono que deixar para a prefeitura fazer o serviço pela segunda vez, pode chegar a pagar até R$ 1.740.

A outra novidade é que fica estabelecido que a notificação publicada este mês é válida para todo o ano de 2015. Dessa forma, se a prefeitura encontrar o terreno sem roçada em qualquer época do ano, fará o trabalho e vai cobrar do proprietário.

“Se o dono do terreno foi multado no ano passado e não fizer a roçada dentro do prazo este ano, já é considerado um reincidente e vai pagar mais caro. Caso ele faça a limpeza agora dentro do prazo e lá pelo meio do ano a prefeitura encontre o terreno sujo, ele será multado e se não tiver feito nas duas ocasiões, será um reincidente”, explica o secretário de Serviços Urbanos, Marcio Katayama.

Prefeitura perde na Justiça e terá que pagar retroativos a professores
Em decisão tomada por unanimidade pelos desembargadores da 1ª Câmara Cível do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), a prefeitura de Ivin...
Após relato sobre caça e extração ilegal de madeira, PMA apreende arma
Após receber denúncias de extração ilegal de madeira e caça ilegal sendo praticadas em Ivinhema - município localizado a 282 km de Campo Grande -, um...
Falso médico é acusado de matar paciente em hospital do interior
O MPE (Ministério Público Estadual) denunciou à Justiça e pediu a prisão do falso médico Marx Honorato Ortiz. Ele teria atuado no Hospital Municipal ...



Tinha que pegar pesado aqui em Campo Grande tb.
 
Max em 02/02/2015 08:15:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions