A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

12/06/2013 09:40

Primeira manifestação de fazendeiros será nesta quinta-feira contra índios

Aliny Mary Dias
Presidente do sindicato afirma que população precisa enxergar o lado dos fazendeiros (Foto: Cleber Gellio)Presidente do sindicato afirma que população precisa enxergar o lado dos fazendeiros (Foto: Cleber Gellio)

Organizada há uma semana, a primeira manifestação dos produtores rurais de Sidrolândia sobre a demarcação de terras reconhecidas indígenas será nesta quinta-feira (13). De acordo com o Sindicato Rural da cidade, outra grande mobilização acontecerá na sexta (14) em Nova Alvorada do Sul.

Veja Mais
Patrulhamento em área de conflito é tranquilo, diz Força Nacional
Força Nacional percorre zona de conflito e monta estrutura de apoio

As mobilizações foram pensadas pelos fazendeiros depois que a região se tornou destaque em todo o país por conta da reivindicação dos Terena por 17 mil hectares.

A cidade foi palco de grandes discussões e conflitos que tiveram o auge no dia 30 de maio quando Oziel Gabriel, de 35 anos, foi morto durante o cumprimento de uma ação de reintegração de posse. Houve confronto entre os indígenas e policiais federais.

Na última sexta-feira (7), cerca de 40 produtores se reuniram no sindicato rural da cidade para debater os detalhes das manifestações. Segundo o presidente do sindicato, Osório Luiz Strallioto, a primeira delas será realizada amanhã na cidade.

“Vamos usar panfletos e adesivos para chamar a atenção dos moradores de Sidrolândia sobre a nossa situação”, explica. Os fazendeiros pretendem ficar na entrada da cidade, na BR-060, para que as pessoas que passam por Sidrolândia também sejam mobilizadas.

A segunda manifestação será na sexta-feira em Nova Alvorada do Sul. O sindicato afirma que vários fazendeiros de diversas regiões do Estado devem se encontrar para realizar ações de panfletagem e adesivagem.

“Nós queremos mostrar para a população o nosso lado também. Estamos sofrendo com essa situação e temos que ser vistos como produtores”, afirma Osório.

Força Nacional – Uma tropa com 110 militares da Força Nacional está em Sidrolândia para patrulhar a região das fazendas e aldeias

O primeiro comboio com sete viaturas e um ônibus chegou a Sidrolândia no fim da manhã da sexta-feira (7). O segundo comboio chegou por volta das 17h30 do mesmo dia com nove viaturas e dois ônibus.

 




Os indios querem 17 mil hectares para produzir o que? eles irão arrecadar impostos? iriam produzir para exportar? ou será igual em DOURADOS?PANAMBI? fazenda ITAMARATY? se a justiça conceder essas terras a eles irão acabar os bolsas familias? vale renda? vão parar de pedir esmolas? ou vão arrendar tudo? ou essa terra é para produzir só para consumo próprio? porque se for é muita terra hein, a produção tem se ser um recorde, já pensou se os produtores protestarem igual aos indios? invadirem aldeias e colocar fogo em tudo? os indios só querem terras, terras, terras, mas mostrar produtividade e progresso isso ai já é história em quadrinhos, os indios daqui deveriam se espelhar nos indios do XINGÚ, aqueles lá sim merecem tudo o que tem, pois conquistaram e deram continuidade
 
ney fernando em 17/06/2013 21:31:18
Será que eles(índios) querem esses 17 mil hectares é para eles mesmos, ou é para repassar aos gringos? Poxa, é muuuuuuita terra, eu que sou descendente de índios e filha de fazendeiro, não tenho nem 5 hectares para plantar minhas mudas de frutas que fiz com tanto amor... ACABOU O DIREITO DE PROPRIEDADE!!! BRASILEIROS E BRASILEIRAS, ACORDA!!!
 
Angélica Nunes Dourado em 12/06/2013 14:16:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions