A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

09/10/2014 10:08

Reforma e construção de presídios serão entregues até o fim deste mês

Caroline Maldonado

Serão inaugurados até o fim deste mês o Estabelecimento Penal de Regimes Semiaberto e Aberto e a reforma do Estabelecimento Penal Masculino de Amambai, a 360 quilômetros de Campo Grande. As obras, que custaram R$ 500 mil para o Estado, foram vistoriadas nesta terça-feira (7) pelo secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini e pelo diretor-presidente da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), coronel Deusdete Oliveira Filho.

Veja Mais
Secretário visita obra e diz que ampliação será entregue em novembro
Governador inaugura reforma de presídio e amplia 115 vagas

Segundo o diretor-presidente da Agepen, 85% das obras foram feitas a baixo custo, com a utilização da mão de obra dos próprios detentos. A cada dia trabalhado, o preso reduz um dia de pena. "Um dos itens que mais encarecem qualquer construção é a mão de obra, sendo que dando oportunidades aos internos reduzimos custos e cumprimos o nosso papel de reinserção social", explica o coronel.

O secretário e o diretor-presidente visitaram as obras junto ao arquiteto responsável Fábio Alex Correa. "Esta obra integra as ações do Governo do Estado para reduzir o déficit do sistema carcerário que tinha pouco mais de 4 mil vagas quando assumimos a pasta em 2007, sendo que ao final deste ano terá aproximadamente 9 mil vagas", disse Jacini.

De acordo com a Sejusp, o prédio do Semiaberto tem seis celas, com capacidade para 117 presos, salas de direção, administração, psicossocial, de atendimento jurídico aos detentos, além de alojamentos para os servidores, recepção, salas de segurança, disciplina e vigilância, de revista e copa. Construída com recursos da Agepen e contrapartida do Conselho da Comunidade de Amambai, a unidade tem ainda oficina de trabalho e salas de aula.

Ao lado do semiaberto funciona o estabelecimento penal masculino, no qual foram reformados os banheiros, salas de aula, de professores, de objetos dos internos e arquivo. "Estamos também concluindo a troca do telhado, da guarita e passarela, utilizadas pela Polícia Militar e a substituição de todas as instalações elétricas", explica Alexandre Ferreira de Souza, contou o presídio.

Outras unidades - Conforme a Sejusp, estão sendo criadas com recursos próprios do Governo do Estado em Mato Grosso do Sul, outras 1.450 novas vagas em cidades do interior. Entre elas estão Jardim, com 90 vagas, Dourados, com 500, Amambai e Coxim, com 100 vagas cada, Ponta Porã com 204 e Corumbá, onde o governador André Puccinelli inaugurou no final de setembro a reforma e ampliação do Estabelecimento Penal para mais 115 presos.

Com a assinatura do decreto de criação do presídio em Nova Andradina pelo governador André Puccinelli, em julho, foram criadas 150 vagas no município, onde os presos serão custodiados por agentes da Agepen.

A secretaria anunciou também a inauguração de parte da ampliação do presídio Ricardo Brandão em Ponta Porã, a 323 quilômetros de Campo Grande. As sete celas para 84 detentos e cozinha industrial que começaram a ser construídas em abril serão inauguradas em novembro.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions