A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

30/05/2013 13:01

Sobe para cinco número de índios feridos em confronto com a Polícia

Aline dos Santos e Viviane Oliveira, de Sidrolândia
Índios que invadem fazenda prometem resistir. (Foto: Marcos Tomé/Região News)Índios que invadem fazenda prometem resistir. (Foto: Marcos Tomé/Região News)

O confronto entre índios e policiais na fazenda Buriti, no município de Sidrolândia, já deixou cinco terenas feridos. Quatro foram levados para o hospital beneficente Dona Elmira Silvério Barbosa, em Sidrolândia. No hospital de Dois Irmão do Buriti, deu entrada Josá Reginaldo Vitorino. Não há informações sobre seu estado de saúde.

Veja Mais
Da área do conflito, índios dizem que vão resistir “até morrer” e acusam PF
“Ele levou um tiro no coração”, diz irmão de índio morto em confronto

Dos levados para o hospital de Sidrolândia, Oziel Gabriel, de 35 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu. Conforme o relato dos indígenas, ao menos 27 pessoas ficaram feridas, mas muitas não procuraram atendimento médico.

Na fazenda, onde a PF (Polícia Federal) e a Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais) cumpre decisão judicial de reintegração de posse desde às 6h, o clima segue tenso. Os índios, que estão escondidos no mato, prometem resistir e a PM (Polícia Militar) mandou reforço e munição. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) também enviou ambulâncias para o local.

A imprensa não teve acesso à fazenda Buriti. Um bloqueio com oito policiais armados impediu a entrada dos jornalistas para acompanhar o despejo dos terenas. A fazenda foi invadida pelos terenas em 15 de maio.

No mesmo dia, saiu uma decisão para que os índios deixassem o local. Mas a reintegração não foi cumprida no dia 18 e a decisão acabou suspensa até ontem, quando foi realizada audiência na Justiça Federal. Sem acordo entre as partes, o juiz Ronaldo José da Silva determinou o cumprimento da reintegração de posse.

Os índios reivindicam 17 mil hectares da aldeia Buriti que estão na posse de fazendeiros e que foram identificados em 2011 como terra indígena.

 




atenção autoridade temos que tomar cuidado pois são vidas que estão em jogo e acima de tudo são pessoas que brigam por direitos no qual não é necessário a força e sim dialogo entre as partes estou torcendo para que a justiça prevaleça
 
arnaldo cezar dutra em 30/05/2013 21:02:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions