A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Janeiro de 2017

14/10/2015 23:08

Suspeito de assassinato de caseiro é preso no PR; dois continuam foragidos

Outros dois homens acusados de serem batedores da S10 roubada no PR estão presos na Defron; PM diz que mototaxista que levou assaltante para Nova Esperança está desaparecida

Helio de Freitas, de Dourados
Evandro Medeiros dos Santos é suspeito de integrar quadrilha de assaltantes e foi preso no PR (Foto: Divulgação)Evandro Medeiros dos Santos é suspeito de integrar quadrilha de assaltantes e foi preso no PR (Foto: Divulgação)
A mototaxista Simone Félix de Almeida Oliveira levou um dos assaltantes ao Paraná e ainda não foi localizada (Foto: Divulgação)A mototaxista Simone Félix de Almeida Oliveira levou um dos assaltantes ao Paraná e ainda não foi localizada (Foto: Divulgação)

Foi preso em Nova Esperança (PR) na noite desta quarta-feira um dos integrantes da quadrilha que assaltantes que matou um caseiro, feriu outro e baleou um policial rodoviário federal na madrugada de hoje na região de Dourados. Evandro Medeiros dos Santos foi localizado por policiais civis e militares paranaenses em Nova Esperança, onde moram todos os integrantes do bando.

De acordo com o comandante da Polícia Militar em Dourados, tenente-coronel Carlos Silva, Evandro participou dos crimes, mas conseguiu fugir do cerco policial após contratar uma mototaxista em Dourados e chegar ao Paraná por Ivinhema.

Carlos Silva informou que a mototaxista Simone Félix de Almeida Oliveira, 30, ainda não retornou da viagem e seus familiares não conseguem manter contato com ela. “Pedimos a ajuda de todos para divulgar essa informação, porque a Simone também pode ter sido vítima”.

Cerco à mata – Após dez horas de cerco, foram suspensas as buscas a dois integrantes da quadrilha, acusados de matarem o caseiro Josias Leiva, 34, e atirarem em José Ricardo da Silva, 31, em uma casa na mesma região do latrocínio, nas margens da BR-463, entre Dourados e Ponta Porã.

Pelo menos 70 policiais do DOF (Departamento d Operações de Fronteira), PRF (Polícia Rodoviária Federal), Polícia Militar e Polícia Civil participam das buscas, que serão retomadas nas primeiras horas desta quinta. Os acusados estão escondidos em uma mata fechada, a 10 km de Caarapó, sentido Juti, e a 300 metros da BR-163.

Batedores – Outros dois integrantes da quadrilha – Francisley Peixoto, 31, o “Carvão”, e Rudson Carlos Passarelli da Silva, 20, ambos moradores em Nova Esperança – já estavam presos na Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira), em Dourados.

Os dois agiam como batedores de estradas para a S10 roubada no Paraná e recuperada pela PRF na BR-463. Após ficarem a pé, os bandidos assaltaram os sítios, onde feriram um morador e mataram outro.

Inicialmente, Francisley e Rudson negaram envolvimento no caso, mas depois confessaram que fazem parte da mesma quadrilha dos dois foragidos. Entretanto, negaram participação no assassinato do caseiro. Eles afirmaram que a S10 apreendida tinha sido roubada no Paraná, onde moram todos os criminosos.

Como tudo começou – Conforme informações de policiais que investigam o caso, na madrugada desta quarta a PRF tentou interceptar no posto de Dourados, na BR-163, uma caminhonete S10, mas o condutor fugiu. Houve perseguição e o veículo foi abandonado próximo à ponte sobre o Rio Dourados, a 30 km de Dourados, sentido a Ponta Porã.

Os dois que estavam na caminhonete roubada seriam os assaltantes que foram aos sítios, na busca de outro veículo, para continuar a fuga. Primeiro eles foram numa casa próxima ao Rancho do Laço. Não conseguiram roubar nada, mas balearam o morador, José Ricardo da Silva.

Os dois continuaram até chegarem à Estância B, também na margem da BR-463. No local eles chegaram por volta de 4h, bateram na porta e pediram água ao caseiro, Josias Leiva. Quando saiu para atender os desconhecidos, ele foi ferido a tiros e morreu no local.

Do sítio os criminosos levaram uma caminhonete F-1000 cinza, ano 90, placa CIY-8187, de Ponta Porã. Além de Josias, estavam na casa a mulher do caseiro, 25 anos, dois filhos, de 12 e 11 anos, um sobrinho de 4 anos e a sogra da vítima, de 55 anos.

Após o latrocínio, a dupla retornou até Dourados e segui pela BR-163, com destino a Naviraí. Quando seguiam pela BR-163 com a F-1000 roubada de Josias Leiva, os dois teriam parado, possivelmente para telefonar. Um policial rodoviário que seguia para o posto de Naviraí, para trabalhar, se aproximou e ofereceu ajuda, pensando que estivessem com algum problema.

Assim que ele se identificou como policial, os bandidos reagiram e houve troca de tiros. O policial foi ferido no braço e está internado em um hospital de Dourados. Os dois abandonaram a F-1000 e correram para o mato.

Francisley e Rudson, que estavam no Astra, tinham seguido pela BR-463 e já tinham sido detidos pela PRF no Posto Capeí.

Francisley Peixoto e Rudson Carlos Passarelli da Silva agiam como batedores e foram presos no Posto Capeí (Foto: Sidney Bronka/94 FM)Francisley Peixoto e Rudson Carlos Passarelli da Silva agiam como batedores e foram presos no Posto Capeí (Foto: Sidney Bronka/94 FM)
Polícia usa helicóptero em buscas a suspeitos de matar caseiro
Policiais civis, militares e rodoviários federais cercam uma mata nesta manhã na região de Caarapó, a 283 km de Campo Grande, para prender os dois ho...
Homem é preso ao ser flagrado transportando 191 quilos de maconha
Hellington Sant Ana Mota, de 33 anos foi preso acusado de tráfico de drogas por transportar 191 quilos de maconha no porta-malas de um carro. O flagr...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions