A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

19/02/2013 18:29

Transporte coletivo de Aquidauana está parado desde segunda-feira

Gabriel Neris

O transporte coletivo de Aquidauana está com as atividades paralisadas desde a última segunda-feira (18). Os funcionários da Expresso Pantaneiro, empresa que tem a concessão no município, decidiram cruzar os braços por 10 dias, como forma de protesto pelos salários atrasados.

Veja Mais
Preços de itens da ceia de Natal variam até 400%, aponta Procon
Reinaldo ativa monitoramento e assiste a simulação de prisão de assaltantes

O prefeito de Aquidauana, José Henrique Trindade (PDT), afirmou que a empresa pediu ajuda do município para pagar contas atrasadas e o salário dos trabalhadores. De acordo com o chefe do Executivo, as dívidas giram em torno de R$ 70 mil e R$ 100 mil.

Entretanto, o prefeito afirmou que não há a possibilidade de arcar com as dívidas da empresa. “Não temos condição de pagar nada disso”, afirma.

Os funcionários decidiram que após o prazo de 10 dias deixarão a empresa. Sem trabalhadores e com dívidas, a empresa corre o risco de não operar mais em Aquidauana. O prefeito avisou que com a saída da empresa lançará edital de licitação para nova concessão.

O prefeito também argumenta que o transporte coletivo não é um dos principais meios de locomoção. “É difícil o uso de ônibus”, comentando que os moradores preferem utilizar bicicletas e motocicletas.

A reportagem tentou entrar em contato com a empresa, mas ninguém foi localizado.




Os entes integrantes da Administração Pública direta e indireta respondem subsidiariamente, especialmente na fiscalização do cumprimento das obrigações contratuais e legais da prestadora de serviço como empregadora. A aludida responsabilidade não decorre de mero inadimplemento das obrigações trabalhistas assumidas pela empresa regularmente contratada
 
Alan Ale Abdallah em 19/02/2013 18:56:41
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions