A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

26/10/2016 09:24

Reitor nomeado está em Brasília e tenta agenda com ministro da Educação

Turine foi eleito reitor em agosto deste ano

Yarima Mecchi
Turine concedeu entrevista ao Campo Grande News em julho deste ano. (Foto: Alcides Neto)Turine concedeu entrevista ao Campo Grande News em julho deste ano. (Foto: Alcides Neto)

O reitor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) nomeado nesta quarta-feira (26), Marcelo Turine, está em Brasília (DF) participando do CNPQ (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e pretende ainda hoje se encontrar com o ministro da educação, José Mendonça Bezerra Filho. De acordo com a assessoria de Turine a agenda ainda não confirmada é um pedido do reitor.

Quando candidato, o docente disse caso eleito iria defender a gestão compartilhada com os estudantes da instituição, promover reitoria itinerante e gabinete digital. Em entrevista ao Campo Grande News ele ressaltou querer uma administração pautada na integração e modernização da gestão pública.

Como a 4ª maior economia do Estado, a UFMS tem dez campos e em campanha Turine tinha como proposta a criação de uma agência de integração de projetos para auxiliar a universidade na captação de recursos e no gerenciamento de projetos externos.

Acadêmicos - Com a minoria dos votos do alunos e eleito pelo peso de 70% dos votos dos docente o reitor tinha como projeto ampliar o espaço do RU (Restaurante Universitário) e servir refeição no período noturno.

Também fazia parte do projeto de campanha a construção de creche para acolher os filhos de estudantes, técnicos, professores e até da comunidade que mora perto da UFMS, além da moradia universitária. “Queremos garantir a ampliação e estruturação da Casa do Estudante na avenida Ernesto Geisel em frente ao Horto Florestal e firmar parcerias com as polícias civil e militar para promover a segurança nos pontos de ônibus espalhados pelo campus da Capital”, disse em entrevista.

Na eleição de 4 de agosto, de acordo com a assessoria de Turine, foram 596 votos de professores para a Juntos Somos UFMS, chapa de Turine, contra 469 para a chapa Mude UFMS, representada pelo docente Marco Aurélio Stefanes. Entre servidores, a votação foi mais apertada, com 701 votos para a chapa vendedora, contra 685 para os derrotados. A vitória do grupo de Marco Aurélio Stefanes foi maior entre os alunos, com 2.259 votos contra 2.195 para Turine.

Veja Mais
Temer nomeia professor como reitor da UFMS pelos próximos quatro anos
Debate para eleger reitoria termina com bate-boca e polêmica na UFMS

Junto com ele quem assume a reitoria é a sua vice Camila Ítavo. Na categoria universal, Turine ganha com 47 votos sobre o adversário. Ao todo foram 3.476 para Turine e 3.429 para Marco. 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions