A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Janeiro de 2017

26/10/2016 09:24

Reitor nomeado está em Brasília e tenta agenda com ministro da Educação

Turine foi eleito reitor em agosto deste ano

Yarima Mecchi
Turine concedeu entrevista ao Campo Grande News em julho deste ano. (Foto: Alcides Neto)Turine concedeu entrevista ao Campo Grande News em julho deste ano. (Foto: Alcides Neto)

O reitor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) nomeado nesta quarta-feira (26), Marcelo Turine, está em Brasília (DF) participando do CNPQ (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e pretende ainda hoje se encontrar com o ministro da educação, José Mendonça Bezerra Filho. De acordo com a assessoria de Turine a agenda ainda não confirmada é um pedido do reitor.

Quando candidato, o docente disse caso eleito iria defender a gestão compartilhada com os estudantes da instituição, promover reitoria itinerante e gabinete digital. Em entrevista ao Campo Grande News ele ressaltou querer uma administração pautada na integração e modernização da gestão pública.

Como a 4ª maior economia do Estado, a UFMS tem dez campos e em campanha Turine tinha como proposta a criação de uma agência de integração de projetos para auxiliar a universidade na captação de recursos e no gerenciamento de projetos externos.

Acadêmicos - Com a minoria dos votos do alunos e eleito pelo peso de 70% dos votos dos docente o reitor tinha como projeto ampliar o espaço do RU (Restaurante Universitário) e servir refeição no período noturno.

Também fazia parte do projeto de campanha a construção de creche para acolher os filhos de estudantes, técnicos, professores e até da comunidade que mora perto da UFMS, além da moradia universitária. “Queremos garantir a ampliação e estruturação da Casa do Estudante na avenida Ernesto Geisel em frente ao Horto Florestal e firmar parcerias com as polícias civil e militar para promover a segurança nos pontos de ônibus espalhados pelo campus da Capital”, disse em entrevista.

Na eleição de 4 de agosto, de acordo com a assessoria de Turine, foram 596 votos de professores para a Juntos Somos UFMS, chapa de Turine, contra 469 para a chapa Mude UFMS, representada pelo docente Marco Aurélio Stefanes. Entre servidores, a votação foi mais apertada, com 701 votos para a chapa vendedora, contra 685 para os derrotados. A vitória do grupo de Marco Aurélio Stefanes foi maior entre os alunos, com 2.259 votos contra 2.195 para Turine.

Junto com ele quem assume a reitoria é a sua vice Camila Ítavo. Na categoria universal, Turine ganha com 47 votos sobre o adversário. Ao todo foram 3.476 para Turine e 3.429 para Marco. 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions