A notícia da terra a um clique de você.
 
23/06/2016 08:50

Brasil com 11% de desemprego e 312 mil empresários na rua

Mário Sérgio Lorenzetto
Brasil com 11% de desemprego e 312 mil empresários na rua

Embora o corte de empregos possa ser visto como parte necessária do ajuste das empresas, para a economia como um todo a consequência é uma diminuição na capacidade de crescimento. A cada um por cento de aumento na taxa de desemprego ocorre queda de 1% na massa salarial do país, de 0,4% no consumo das famílias e de 0,3 ponto no PIB, de acordo com estudo realizado pela Tendências Consultoria.

Veja Mais
Os governantes que ouvem os cidadãos
Prefeituras iniciam decretos de calamidade financeira

À medida que esse processo de demissões avança, muitas empresas vão à falência e empresários desistem de seus negócios. Não são apenas trabalhadores que estão sendo "demitidos", de acordo com o IBGE, de abril do ano passado a abril de 2016, 312.000 empresários também estão nas ruas, sem saber o que fazer.

As contas públicas sofrem o impacto da situação. No último ano, devido à queda no emprego, quase 1 milhão de famílias saíram da classe média para a mais pobre. Essas pessoas engrossam as listas da assistência social. O orçamento do Bolsa Família saiu de R$ 16 bilhões, no ano passado, indo a R$ 28 bilhões neste ano. Na Previdência Social, o desemprego causou perda de 4,5 bilhões de reais em receitas na comparação entre os primeiros trimestres de 2015 e de 2016. E apesar de tudo isso, ainda querem manter as pressões sobre Brasília.

Brasil com 11% de desemprego e 312 mil empresários na rua

Desistiu do Brasil? Mudará para a Europa? Veja a taxa de empregos nos países da UE.

Com o desemprego chegando a 11% da população trabalhadora no Brasil, há milhares de pessoas preparando as malas para residir definitivamente na Europa. O indicador atualizado "Taxa de Empregos Disponíveis" mostra que as opções tradicionais - Portugal e Espanha - não estão em boas condições de recebê-los. Estude a lista antes da decisão.

Brasil com 11% de desemprego e 312 mil empresários na rua
Brasil com 11% de desemprego e 312 mil empresários na rua

Este serão os empregos mais procurados em 2025.

O Fórum Econômico Mundial, há pouco meses, estimou que cinco milhões de empregos serão erradicados até 2020 da face da Terra. Esse fórum acaba de listar as profissões que terão maior procura em 2025. A década iniciada no ano passado está trazendo mudanças globais que alteraram a própria natureza do trabalho Ela exige dos trabalhadores novas capacidades e estratégias para serem bem sucedidos em novos locais de trabalho mais globais, internacionais, multifacetados e sempre ligados e conectados. Eis a lista elaborada pelos especialistas do Fórum:

Brasil com 11% de desemprego e 312 mil empresários na rua
Brasil com 11% de desemprego e 312 mil empresários na rua

Empresas familiares. O maior obstáculo é o crescimento do número de donos.

Famílias por definição, crescem em progressão geométrica. Em algumas décadas, em lugar de um dono pode haver dezenas, talvez centenas de herdeiros. Por isso mesmo, é consenso entre especialistas que as empresas familiares, urbanas ou rurais, têm obstáculos as vezes intransponíveis.

Sofrem com brigas entre os herdeiros. Outro dilema potencial é uma eventual falta de talentos entre os herdeiros. Em uma empresa comum, um gerente ruim é rapidamente trocado, mas o que fazer com um "herdeiro ruim"? O velho ditado continua atual, ele está presente em várias línguas, no português é: "Pai rico, filho nobre, neto pobre".




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.