A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 30 de Setembro de 2016

24/11/2015 17:08

Apesar da crise, comércio de MS espera contratar 5 mil temporários

Priscilla Peres
Decoração de Natal nas lojas de Campo Grande ainda é tímida. (Foto: Fernando Antunes)Decoração de Natal nas lojas de Campo Grande ainda é tímida. (Foto: Fernando Antunes)

Depois de muitas perspectivas de crise e de queda nas vendas, a Fetracom (Federação dos Trabalhadores do Comércio de Mato Grosso do Sul) divulgou hoje deverão ser contratados 5 mil funcionários temporários neste fim de ano. O número corresponde a metade da quantia contratada nos anos anteriores.

Veja Mais
Empresários assinam acordo e comércio inicia horário especial dia 1º
Pela 1ª vez, comércio pode ficar sem horário especial de fim de ano

Em outubro, o Campo Grande News noticiou que o comércio de Campo Grande contrataria apenas 2 mil trabalhadores temporários neste fim de ano, o que corresponde a 5% do quadro de funcionários do setor. A previsão se confirmou a estimativa de 5 mil contratações em todo o Estado foi confirmada hoje pela federação.

“Apesar da crise, estamos vendo o comércio reagir positivamente desde o início de novembro e na medida em que nos aproximarmos do final do mês, com as inúmeras promoções, as vendas vão aumentar e exigir a contratação de profissionais para suprir a demanda”, afirma Pedro Lima, presidente da Fetracom/MS.

De acordo com as entidades que representam os trabalhadores do comércio, a alta do dólar e a migração de clientes para as lojas brasileiras da fronteira vai contribuir para o desempenho das contratações, já que a expectativa é de que aumente o fluxo de clientes nas cidades de Corumbá e Ponta Porã.

Três Lagoas também apresenta bom desempenho. A cidade está repleta de trabalhadores de indústrias ativas e em construção, que movimentam a economia local. Atualmente o comércio dessa cidade emprega em torno de 1.500 trabalhadores e para esse período de Natal, deverá contratar pelo menos 100 novos funcionários.

Idelmar da Mota Lima, presidente do SECCG (Sindicato dos Empregados no Comércio de Campo Grande), estima 5% de contratação de temporários para este ano na Capital. Hoje o setor emprega em torno de 40 mil comerciários. Em tempos normais, segundo o sindicalista, a contratação de temporários girava em torno de 10%. “Este ano teremos em torno de 2 mil temporários, que corresponde a 5% do efetivo do mercado”, afirma.

Contratações - Idelmar ainda aconselha os temporários a se dedicarem ao trabalho e mostrarem vontade de ficar, caso seja essa a escolha. Essa atitude durante o período de vendas natalinas pode ser decisivo para que o profissional seja efetivado na empresa.

O líder da Força afirma que essa situação é muito comum em todos os anos, profissionais temporários mostram aptidão para o trabalho e acabam conquistando espaço nas lojas. “Todo profissional deve agir assim, sempre dando o melhor de seu desempenho profissional para se destacar no ambiente de trabalho e ser reconhecido e remunerado adequadamente”.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions