A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 28 de Setembro de 2016

11/05/2016 19:45

Com asfalto 'derretendo', governo terá de reconstruir 94 km de rodovia

Mariana Castelar
De acordo o secretário de Estado de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, com exceção do trecho que foi feito ano passado, a MS-180 está derretendo (Foto: Direto das Ruas)De acordo o secretário de Estado de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, com exceção do trecho que foi feito ano passado, a MS-180 está derretendo (Foto: Direto das Ruas)

Praticamente todo os 94 quilômetros da rodovia MS-180, trecho que liga Iguatemi a Jutí, terão que ser reconstruídos, de acordo com o secretário da Seinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura), Marcelo Miglioli. O objetivo é até semana que vem contratar um projeto executivo para arrumar a pavimentação dos trechos que foram danificados, juntamente com uma auditoria que será insatalada a fim de verificar a responsabilidade das empresas executoras da obra, além da projetista responsável.

Veja Mais
Moradores recusam tapa buraco e fazem 2º dia de bloqueio na MS-470
Refrigerante de erva mate e palestra foram novidades em feira de negócios

Não há ainda uma estimativa de gasto, mas o secretário adiantou que a obra não sairá barato aos cofres públicos. “A situação é muito grave. A MS-180 é uma obra nova que não chegou nem a ser inaugurada e, com exceção do trecho que foi feito ano passado, o restante está derretendo, indo embora. A rodovia não para de dar problema e não há como resolvê-los através de contratos de emergência, é preciso fazer um projeto para que essa situação seja resolvida definitivamente”.

Segundo ele, o problema se deve a cinco fatores: o projeto, a execução, o excesso de chuva, a absorção do tráfego da BR-163 durante 30 dias e a questão das águas dos imóveis rurais, que estão indo para dentro das estradas. “As propriedades fazem sua curva de nível jogando a água para dentro da rodovia e isso causa um problema. Essa somatória levou ao caos que está hoje”. Para evitar acidentes, o secretário informa que rodovia foi sinalizada nesta quarta-feira (11) e os municípios da região terão prorrogados o Estado de emergência.

Nesta quarta-feira (11), trecho foi sinalizado (Foto: Direto das Ruas)Nesta quarta-feira (11), trecho foi sinalizado (Foto: Direto das Ruas)

Outra rodovia que terá o mesmo tratamento é a MS-295. Segundo Miglioli, apesar de ter sido realizada uma obra de restauração, ela terá de ser refeita. “A obra está totalmente danificada e por conta disso também adotaremos o mesmo procedimento da MS-180, ou seja, contrataremos uma empresa para refazer a obra e será instalada uma auditoria para verificar de quem é a responsabilidade”.

Pavimentação de rodovias – De acordo com a Seinfra, assim que forem definidas as empresas para realizar as pavimentações e recapeamentos das rodovias, as regiões de Dourados, Itaporã, MS-156 e a MS-040 serãos as primeiras na lista, já que todas estão sofrendo com o desvio por conta da fuga dos pedágios da BR-163.

MS-470 – No mês passado, vários trechos da rodovia foram recapeadas e, até a semana passada, a obra estava em perfeito estado. Porém, por conta das chuvas e devido à passagem da tocha olímpica entre os dias 25 e 26 deste mês, ela será visitada e monitorada de perto.




Isso está cheirando negligência à drenagem.
 
FuncionarioPublico em 12/05/2016 08:25:53
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions