A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 30 de Setembro de 2016

03/02/2015 16:42

Consumidor tem fila e via-crúcis para aproveitar gasolina mais barata

Aline dos Santos e Edivaldo Bitencourt
Motorista enfrenta fila na corrida por melhor preço. (Foto: Marcos Ermínio)Motorista enfrenta fila na corrida por melhor preço. (Foto: Marcos Ermínio)
Wagner conta que já desistiu da gasolina e optou pelo etanol. (Foto: Marcos Ermínio)Wagner conta que já desistiu da gasolina e optou pelo etanol. (Foto: Marcos Ermínio)

Na corrida pelo melhor preço, a palavra “completa” é a mais ouvida no pátio do posto de combustível Bonatto, na avenida Três Barras, em Campo Grande. O motivo é a gasolina a R$ 3 o litro, que faz os clientes tentarem levar o máximo possível do combustível já encontrado até por R$ 3,49 na cidade. O reajuste foi autorizado no domingo (1º).

Veja Mais
Gasolina continua subindo e preço final deve atingir R$ 4 no interior de MS
Mistura de etanol na gasolina deve passar de 25% para 27% este mês

Com o aumento no PIS e Cofins pelo governo federal, o litro da gasolina teve reajuste de R$ 0,22. Os donos de postos repassaram o valor na íntegra ao consumidor no mesmo dia em que subiu na distribuidora. A prática não é comum quando o preço sofre queda, pois os dias passam e o preço nas bombas demora a cair. 

Na Capital, a maioria dos postos elevou o preço da gasolina para próximo de R$ 3,50. O produto a R$ 3 virou exceção na cidade, já que a maior parte vem vendendo a litro a R$ 3,48, R$ 3,499.

A diferença de quase R$ 0,50 por litro faz a diferença no bolso e significa economia de R$ 25 no caso de um carro com tanque de 50 litros. A diferença criou uma cena rara nos últimos anos na Capital, a fila para aproveitar o preço mais baixo.

A economia requer paciência. Claudinei da Silva, 38 anos, esperou meia hora para conseguir encher o tanque da caminhonete. “Tenho borracharia aqui perto. Mas, como rodo mais de 300 km por semana, sei que aqui tem o melhor preço”, diz.

Ele ainda não fez as contas, mas já sabe que o aumento da gasolina terá grande impacto financeiro. “Por semana, gasto até R$ 400 com combustível”, conta.

Além de abastecer, Wagner Augusto Rudinger, 38 anos, quis saber até quando a promoção deve durar. “Sábado eu vou viajar, mas falaram que vai estar esse preço ainda”, afirma. Assistente técnico, ele percorre, em média, 300 km por semana. Wagner conta que desistiu da gasolina e agora só abastece o carro com etanol. “Abasteci R$ 50 e rodei 173 km em dois dias com 25 litros de álcool”, conta.

A reportagem tentou ouvir a gerência do posto, mas a ordem é não dar entrevistas. Com bandeira Shell, a rede Bonatto tem 9 postos em Campo Grande.

Preço é atrativo em posto na avenida Três Barras. (Foto: Marcos Ermínio)Preço é atrativo em posto na avenida Três Barras. (Foto: Marcos Ermínio)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions