A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 24 de Setembro de 2016

15/10/2015 10:56

Em workshop, empresários evitam falar de crise para focar em sucesso

Mariana Rodrigues
O workshop reuniu vários empresários de Campo Grande na manhã de hoje no Sebrae. (Foto: Fernando Antunes)O workshop reuniu vários empresários de Campo Grande na manhã de hoje no Sebrae. (Foto: Fernando Antunes)

Em tempos que o país passa por momentos difíceis tanto na política quanto na economia, uma das formas dos empresários se tornarem competitivos é usando a criatividade para se reinventar, aplicar um modelo de gestão que dê certo e fazer um plano de ação para reverter as dificuldades. É isso que o MS Competitivo e Sebrae querem mostrar durante workshop realizado nesta quinta-feira (15), que leva profissionais de empresas que atuam com excelência no ramo e conseguem crescer mesmo em meio a crise.

Veja Mais
Crise afeta setor hoteleiro da Capital e média de ocupação cai 40% em 2015
Com vendas fracas e crise, comércio deixará de contratar 2 mil temporários

De acordo com Cláudio Mendonça, diretor superintendente do Sebrae/MS, é importante se aprofundar na gestão, reduzindo custos e aumentando a competitividade de cada empresário. "O MS competitivo juntamente com o Sebrae, está discutindo esses pontos e vemos como as grandes empresas, como a Volvo e Natura, já estão fazendo e já fizeram em questão de melhoria de gestão, então é um modelo que temos hoje", afirma.

Cláudio lembra que a forma com que essas empresas lidam com o momento difícil, são métodos aplicados no mundo inteiro e que garantem o sucesso das mesmas. "É importante adaptar esses métodos para a realidade dos empresários de Mato Grosso do Sul, não é que eles devem implantar o mesmo processo de gestão e sim adaptá-lo da melhor maneira para lhe garantir sucesso também".

"Essas empresas que vão apresentar o plano de gestão são consideradas parâmetros, elas vão explicar aqui como fazem para reter colaboradores, como lidar com processo decisório entre outros assuntos que fazem a diferença neste momento", explica.

Cláudio Mendonça, diretor superintendente do Sebrae/MS, acredita que é importante um plano de gestão. (Foto: Fernando Antunes)Cláudio Mendonça, diretor superintendente do Sebrae/MS, acredita que é importante um plano de gestão. (Foto: Fernando Antunes)

Para Reginaldo Lima, superintendente da Fecomércio (Federação do Comércio de MS) e diretor de Desenvolvimento do MS Competitivo, a empresa precisa estar preparada e gerenciando seus custos ao longo do tempo, para que quando começar essas mudanças bruscas ela tenha uma capacidade mais rápida de se reinventar. "Desta forma o empresário consegue fazer um plano de ação para reverter a situação, consegue envolver seus colaboradores, chamar essas pessoas para o desafio, consegue chamar seus clientes, seus fornecedores e isso é possível através do planejamento", acrescenta.

Conforme informou Reginaldo, a crise política pela qual o Brasil e Campo Grande passam atualmente afeta a economia gerando a desconfiança, tanto dos empresários quanto dos clientes. "Alguns empresários ainda têm medo de investir, temos diversos perfis, alguns são mais pessimistas outros conservadores, mas o brasileiro é muito criativo, então se a gente alinhar essa criatividade com o plano de gestão, o empresário consegue sair da crise", acredita.

Um dos palestrantes, Rafael Kobren, engenheiro de Sistema de Gestão do Grupo Volvo América Latina, afirma que a receita é simples, pois em época de crise é a gande oportunidade para criar. "Se você elimina o 's' da palavra crise, fica crie, e é isso que temos que fazer. Esse é um grande momento para identificar novas práticas de gestão tanto para as micro e pequenas empresas, quanto para as grandes empresas", destaca.

Rafael Kobren, engenheiro de Sistema de Gestão do Grupo Volvo América Latina, acredita que o momento é oportuno para criar. (Fernando Antunes)Rafael Kobren, engenheiro de Sistema de Gestão do Grupo Volvo América Latina, acredita que o momento é oportuno para criar. (Fernando Antunes)

Questionado sobre a crise, Rafael afirma que não se deve intimidar pela palavra e muito menos pelo período difícil, mas sim aproveitá-lo para melhorar os resultados da empresa através de um plano de gestão."A Volvo desde 2003, vem obtendo grandes resultados mesmo em período difícil que é o que estamos passando".

MS Competitivo - O Movimento é presidido pela Fecomércio MS (Federação do Comércio de Bens Serviços e Turismo), e o Sebrae-MS. Lançado em 2004, o Movimento Mato Grosso do Sul Competitivo, teve sua oficialização em 2005, quando se consolidou com apoio financeiro do Movimento Brasil Competitivo, Petrobras, Gerdau e Sebrae.

O compromisso é mobilizar lideranças para a melhoria da qualidade, produtividade e competitividade das organizações privadas, públicas e do terceiro setor a fim de consolidar as cadeias produtivas que fortalecem a vocação natural do Estado, agregando qualidade de vida para a população sul-mato-grossense.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions