A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 28 de Setembro de 2016

02/03/2015 08:14

Empreendedores individuais crescem 62% em 2 anos e chegam a 5,7 mil

Programa municipal incentiva pequenos empreendedores a se formalizarem e cidade ganha mil novos MEIs por ano

Helio de Freitas, de Dourados
Com apoio público, Eliane se formalizou e agora compra matéria-prima em outros estados (Foto: Divulgação/A. Frota)Com apoio público, Eliane se formalizou e agora compra matéria-prima em outros estados (Foto: Divulgação/A. Frota)

O número de empreendedores individuais cresceu 62% em dois anos e saltou de 3.545 em 2012 para 5.737 no ano passado em Dourados, a 233 km de Campo Grande. Conforme os números divulgados pela prefeitura, nesses dois anos a segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul ganhou 2.192 novos empreendedores, principalmente devido ao apoio de um programa desenvolvido pelo município.

Veja Mais
Empreendedores individuais recebem orientação sobre declaração anual
Empreendedores individuais: MS supera meta e informalidade cai 72%

Através da Sala do Empreendedor, que funciona na Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável, as pessoas conseguem orientações suficientes para se formalizarem como MEI (Microempreendedor Individual), uma inovação no sistema tributário para pequenos negócios.

Eliane Alves Moura, dona uma pequena fábrica de confecção no Jardim Canaã I, é uma dos milhares de douradenses que se formalizaram como pequenos empreendedores nos últimos dois anos. Com ajuda do programa do município, ela se tornou MEI e agora pode emitir nota fiscal para seus clientes e consegue comprar matéria-prima mais barata em outros estados. Segundo ela, agora ficou mais fácil obter lucro através de seu próprio negócio.

Pessoas que trabalham como ambulantes, na produção e venda de artesanato e de produtos caseiros, que abrem pequenas lojas e outras atividades comerciais e de serviços como limpeza, pintura e reforma, podem se tornar um MEI. Entretanto, para contar com o benefício precisa faturar no máximo R$ 60 mil por ano e ter no máximo um funcionário. O custo máximo para a formalização é de R$ 39 por mês.

Formalizado como MEI, o pequeno empreendedor pode ter alvará emitido pela prefeitura, registro da empresa com CNPJ para abertura de conta em banco e acesso a crédito com juros mais baratos, apoio técnico do Sebrae, cobertura da Previdência Social, emissão de nota fiscal e inserção em programas de apoio do governo.

Conforme as regras do programa, o microempreendedor individual é dispensado de contabilidade e não precisa escriturar nenhum livro. Deve guardar as notas de compra de mercadorias, os documentos do empregado contratado e o canhoto das notas fiscais que emitir. Em Dourados, os interessados em se tornar um MEI devem procurar a Secretaria de Desenvolvimento Econômico através do telefone (67) 3411-7146, em horário comercial.

Empreendedores individuais recebem orientação sobre declaração anual
O Sebrae e o Sescon/MS (Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas no Estado do...
Empreendedores individuais: MS supera meta e informalidade cai 72%
Brasil já tem 1,5 milhão de empreendedores individuaisA meta nacional de 1,5 milhão de empreendedores individuais em 2011, pactuada pelo governo fede...
Senado aprova criação de empresas limitadas para empreendedores individuais
O Senado aprovou hoje (16) a Empresa Individual de Responsabilidade Limitada, um novo tipo de personalidade jurídica para empresas. Com isso, empreen...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions