A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 24 de Setembro de 2016

29/04/2014 20:42

Entrega do IR deve ser feita, mesmo se faltarem documentos

Mariana Lopes
Professores atendem contribuintes até o último dia   de declaração (Foto: Cleber Gellio)Professores atendem contribuintes até o último dia de declaração (Foto: Cleber Gellio)

Os contribuintes que pagam Imposto de Renda têm até a meia-noite desta quarta-feira, no horário de Brasília, para fazer a declaração do tributo desde ano. Para quem deixou para a última hora, a boa notícia é de que ainda dá tempo o suficiente para acertar as conta com o Leão, mesmo se você não estiver com toda a documentação.

A sugestão do professor de Ciência Contábeis da Uniderp/Anhanguera, Marcos Zambeli da Silva, é que o contribuinte envie os dados principais no site da Receita Federal, para garantir o prazo. Depois, com mais calma, faz uma retificação.

Veja Mais
Universidade da Capital faz declaração de Imposto de Renda para contribuintes
Mais de 259 mil tem 22 dias para declarar imposto de renda em MS

Na retificação, o contribuinte pode enviar dados e documentos que faltaram, só não pode alterar o tipo de declaração, simplificada ou completa. Também é importante não demorar muito para fazer a correção, para não correr o risco de ser notificado pela Receita Federal, que não tem um prazo específico para fazer isso.

Outra orientação dada pelo professor é em relação aos cuidados na hora de preencher os campos. "Qualquer erro nos valores ou nos dados pode fazer o contribuinte cair na malha fina, por divergência de informações. A Receita sabe de tudo", alerta Zambeli.

Caso o contribuinte seja notificado, ele terá que comprovar o erro junto à Receita. A multa varia de 75% a 225% em cima do imposto devido. caso seja notificado, o contribuinte tem até 30 dias para comprovar os rendimentos.

Para acompanhar a situação fiscal, o contribuinte pode criar um código de acesso no site da Receita Federal. Caso haja alguma divergência, vai aparecer e explicar como corrigir.

Glaucia faz a declaração pela primeira vez (Foto: Cleber Gellio)Glaucia faz a declaração pela primeira vez (Foto: Cleber Gellio)

Documentos -A declaração do Imposto de renda é feito somente pela internet, no site da Receita Federal. E para declarar, o contribuinte precisa ter em mãos uma série de documentos, como: 

Rendimento anual;
Rendimento bancário de 31 de dezembro de 2013;
Escritura dos bens adquiridos no último ano (no caso de bens antigos é só exportar da declaração anterior);
Recibos de despesas médicas e de escolas.

Zambeli alerta para uma prática errada, mas que é bem comum entre os contribuintes. "Tem muita gente que compra recibo médico para abater no imposto de renda, mas o risco de ser pego é bem grande, e pode gerar uma multa alta", pondera o professor.

Isento - Não existe mais a declarção do contribuinte isento do imposto de renda. Ou seja, que não tem rendimento superior a R$ 25.661,70 não precisa fazer a declação.

Porém, Zambeli ressalta que há casos de exceção. Também precisam declarar pessoas que tiveram retenção de imposto de renda na fonte, ou quem tem rendimentos isentos ou não tributáveis acima de R$ 40 mil, como por exemplo um dinheiro guardado na poupança, algum lucro de empresas, indenizações por recisão de contrato de trabalho ou herança.

A pedagoga Glaucia Maria da Silva Ferreira, 44 anos, está declarando o imposto de renda pela primeira vez. Ela afirma que deixou para a última hora porque não teve tempo. Com receio de fazer algo errado na hora de preencher os campo da Receita, ela procurou o plantão da Uniderp/Anhanguera.

"Até cheguei a olhar o site da Receita, mas não tive paciência de ler tudo, é um tutorial gigante e fiquei com medo de não acertar, por isso procurei ajuda de profissionais", explica Glaucia.

Até a manhã de hoje, 90 mil contribuintes ainda não haviam feito a declaração do imposto de renda. De acordo com a Receita, de 355 mil contribuintes que são esperados, 264.713 haviam enviado o documento.

O contribuinte quem não fizer o envio até 30 de abrili está sujeito a uma multa mínima de R$ 165,74 acrescido de 1% por cada mês de atraso.

Quem deixa para a entrega da declaração fica, também, por último na fila para receber a restituição, quando tem direito. O calendário de liberação dos lotes preve sete datas, no período de junho a dezembro de 2014. O valor a restituir será colocado à disposição do contribuinte na agência bancária indicada na respectiva Declaração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física.

Universidade da Capital faz declaração de Imposto de Renda para contribuintes
As equipes do curso de Ciências Contábeis da universidade Anhanguera-Uniderp promovem de 28 a 30 de abril, na unidade Matriz, atendimentos gratuitos ...
Receita divulga calendário de liberação dos lotes do Imposto de Renda
A Receita Federal divulgou o calendário de liberação dos lotes de restituição do Imposto de Renda. O pagamento será efetuado em sete lotes, no períod...
Receita alerta para tentativas de golpes no Imposto de Renda
Em época de declaração do imposto de renda, aumentam as tentativas de aplicação de golpes via e-mail. A Receita alerta que quadrilhas especializadas ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions