A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 24 de Setembro de 2016

08/04/2014 16:42

Mais de 259 mil tem 22 dias para declarar imposto de renda em MS

Zana Zaidan
Receita aconselha entregar declaração o quanto antes, diz supervisor do IR (Foto: Marcos Ermínio)Receita aconselha entregar declaração o quanto antes, diz supervisor do IR (Foto: Marcos Ermínio)

A 22 dias do fim do prazo para declaração do Imposto de Renda, 259,5 mil contribuintes não entregaram a documentação em Mato Grosso do Sul. Para este ano, são esperadas 365 mil declarações, e a Receita Federal estima que 90% dos contribuintes deixem para prestar contas na última hora. Em 2014, a data final é 30 de abril.

Veja Mais
Especialistas dão as dicas para evitar transtornos ao declarar o IR
Expectativa é de 365 mil declarações do IR em MS; prazo começa amanhã

“É histórico que a maioria dos formulários seja enviado faltando uma semana para o fim do prazo”, aponta o supervisor do Imposto de Renda no Estado, Antônio César de Campos.

Para os “atrasados”, é grande a chance de faltar alguma informação e o contribuinte ter que retificar a declaração, afirma o contador Sidnei Cardoso. Uma das consequências é a demora no recebimento da restituição. “A Receita tem prioridade para liberação, como para idosos e portadores de determinadas doenças, em seguida, vem quem entregou primeiro. Mas quem retifica fica em um calendário posterior”, acrescenta.

No caso de documentação incompleta, a orientação é não descumprir o prazo. “Se verificamos que falta algum dado ou documento e não tem como providenciar a tempo, o correto é entregar e depois retificar”, explica Cardoso. Quem atrasa paga multa mínima de R$ 165,74, que pode chegar a 20% do imposto sobre a renda devido.

Dúvidas – As principais dúvidas na hora de declarar surgem sobre a isenção. Outra informação desconhecida, aponta o contador, é a obrigatoriedade de declaração para pessoas jurídicas. “Muitos que abrem CNPJ, mesmo que não obtenham rendimentos com a empresa, devem declarar. É automático, vinculou CNPJ a um CPF deixa de ser isento”, explica.

A recomendação, ainda, é que o contribuinte que tem dúvidas procure um profissional na hora de declarar o imposto, caso não tenha conhecimento para fazer sozinho.

A declaração pode ser feita a qualquer horário. A relação de documentos necessários e o formulário para ser preenchido está disponível no site da Receita Federal. Para informações que não tenham no site, o contribuinte pode comparecer ao plantão fiscal, no prédio da Receita Federal, localizado no parque dos Poderes. O atendimento é durante a manhã, das 8h às 12h.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions