A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Setembro de 2016

10/09/2015 10:53

Espera por atendimento dobra no último dia do Mutirão da Conciliação

Liana Feitosa
Fila dobrou a quadra e chegou até a Avenida Afonso Pena (Foto: Fernando Antunes)Fila dobrou a quadra e chegou até a Avenida Afonso Pena (Foto: Fernando Antunes)

A fila de espera por atendimento na Central de Arrecadação da prefeitura supera as cinco horas no último dia do Mutirão da Conciliação, uma iniciativa realizada em parceria com o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul que termina hoje (10).

Veja Mais
Paralisação dos bancários completa 20 dias sem previsão de término
Entre a novidade e a decadência, quadrilátero é retrato do comércio

A equipe do Campo Grande News chegou na central às 9h15. O local está tão lotado que, neste horário, as pessoas aguardavam acesso à senha de atendimento na avenida Afonso Pena, ou seja, uma fila de cerca de 100 metros até o guichê de triagem da central.

Nessa fila, a maior parte das pessoas estava no local desde às 7h, portanto, aguardavam em pé por 2h30. Os atendimentos começaram às 8h.

Solução - Depois de enfrentar essa fila, a funcionária pública Gisele Braga conseguiu negociar dívida de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) às 9h20, momento em que fez o pagamento do boleto gerado após o atendimento. "Cheguei por volta das 7h, fui atendida e parcelei o débito. Valeu a pena", compartilha.

O mutirão foi criado para dar à população a oportunidade de negociar dívidas atrasadas e diminuir o número de processos judiciais em curso.

Foi para isso que o cuteleiro Augusto Barbosa, de 68 anos, procurou a central. Nesta quarta-feira (9) ele esteve na prefeitura para resolver pendências financeiras. No entanto, hoje (10), precisou voltar ao local depois de perceber que nem tudo estava resolvido.

Espera - "Eu tinha duas questões para resolver. Uma foi resolvida ontem, mas, ao chegar em casa, percebi que a outra pendência não havia sido incluída no boleto que paguei ontem. Faltou atenção de quem me atendeu. Hoje, precisei enfrentar fila de novo", lamenta. "Isso aqui não é uma novela, é um filme de terror", desabafa, ao citar o tempo de espera.

Para dificultar ainda mais a situação, perto das 10h o sistema de informática utilizado nos atendimentos saiu do ar, sem previsão de retorno, complicando ainda mais o tempo de espera.

O atendimento vai até às 16h, sem intervalo para almoço, e ocorre na Rua Arthur Jorge, nº 500, no antigo plenário da Câmara Municipal.

Central de atendimento estava lotada desde o início da manhã de hoje (Foto; Fernando Antunes)Central de atendimento estava lotada desde o início da manhã de hoje (Foto; Fernando Antunes)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions