A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 29 de Setembro de 2016

17/11/2015 12:49

Estado volta a Brasília para negociar dívida e projetos de logística

Liana Feitosa
Segundo governador Reinaldo Azambuja, Estado tem problemas com logística e, para melhorar essa área, é possível estabelecer plano que busque não apenas o pagamento da dívida, mas também o desenvolvimento do setor. (Foto: Fernando Antunes)Segundo governador Reinaldo Azambuja, Estado tem problemas com logística e, para melhorar essa área, é possível estabelecer plano que busque não apenas o pagamento da dívida, mas também o desenvolvimento do setor. (Foto: Fernando Antunes)

Grupo de representantes de Mato Grosso do Sul se reúne novamente com líderes do Governo Federal amanhã (18), em Brasília, para negociar o pagamento da dívida do Estado com a União. Além disso, também em Brasília, a gestão estadual quer conquistar melhorias para logística de MS. 

Veja Mais
Reinaldo quer emprestar R$ 2,9 bi para pagar juros da dívida e aplicar em obras
Governador cogita empréstimo para quitar 50% da dívida de R$ 7 bilhões

A agenda foi confirmada pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) após lançamento do Showtec 2016 na Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS) nesta terça-feira (17). O evento de agropecuária acontecerá de 20 a 22 de janeiro do próximo ano em Maracaju, a 160 quilômetros de Campo Grande.

Logística - Segundo Azambuja, o Estado enfrenta dificuldades em logística e, para melhorar essa área, é possível estabelecer plano que busque não apenas o pagamento da dívida, mas também o desenvolvimento do setor.

"Mato Grosso do Sul é competitivo na agropecuária, mas temos dificuldade com a logística. Amanhã, em Brasília, vamos apresentar um escopo para buscar a recomposição e refinanciamento da dívida de MS com o Governo Federal. Mas não queremos apenas fazer o pagamento da dívida, queremos atrelar esse pagamento a um programa de desenvolvimento em logística para o Estado", detalhou o governador.

Ainda para tratar sobre o desenvolvimento do Estado, a comitiva de Mato Grosso do Sul ainda participa, também amanhã, em Brasília, de reunião com o Banco Mundial, que quer oferecer maneiras de recuperar áreas degradadas do Estado com o objetivo de investir nessas áreas.

Banco - "O Banco Mundial ficou interessado em conhecer essas áreas e amanhã será apresentada a questão para que possamos mostrar como expandir na recuperação dessas áreas", disse Azambuja.

Na semana passada, o governador já apresentou proposta de reestruturação da dívida de Mato Grosso do Sul com a União, que hoje soma R$ 7,8 bilhões, ao secretário do Tesouro Nacional, Marcelo Barbosa Santive. Ele propôs empréstimo de R$ 2,9 bilhões em negociação junto ao Banco Mundial e a MIGA (Agência Multilateral de Garantia de Investimentos).

Ainda para tratar sobre as dificuldades em logística do Estado, o governado se reúne, nesta semana, com a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e com a Rumo ALL, responsável pelas operações ferroviárias no Estado.
"Para avançar em logística, queremos formatar um modelo de investimento para recuperar a malha do Estado, que é de responsabilidade da Rumo", resumiu.

Índice sobe 6% e Campo Grande tem 177 mil pessoas endividadas
Campo Grande tem 177 mil pessoas endividadas, sendo que 13% não terão condições de pagar suas contas. O índice medido pelo IPF/MS (Instituto de Pesqu...
MS vai receber missão técnica do Chile em frigoríficos de carne bovina
Inspeções federais de outros país no Brasil pode abrir novos mercados para exportação. Chile, Cuba e Bolívia já tem data marcada para suas missões e ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions