A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 26 de Setembro de 2016

01/08/2015 13:47

Fim da promoção eleva preço da gasolina em 21% e revolta motorista

Mariana Rodrigues
 O reajuste começou na última quinta-feira (30), em vários estabelecimentos. (Foto: Vanessa Tamires) O reajuste começou na última quinta-feira (30), em vários estabelecimentos. (Foto: Vanessa Tamires)

A gasolina ficou 21% mais cara em Campo Grande, depois que os postos subiram o valor do litro para R$ 3,39 em média. O reajuste começou na última quinta-feira (30), em vários estabelecimentos e pegou os consumidores de surpresa.

Veja Mais
Postos reajustam preço da gasolina em 16% e litro já custa até R$ 3,39
Gasolina e etanol baratos. Mas preços nos postos mostram diesel caro no MS

A "promoção", onde o derivado do petróleo era comercializado à R$ 2,88 durou alguns meses, mas segundo funcionários de um posto localizado na Rua Padre João Crippa o aumento foi feito por que todos os outros postos da Capital começaram a aumentar.

No local, até quinta-feira o consumidor encontrava o combustível à R$ 2,99, mas agora o preço saltou para R$ 3,49. O fato se repete no posto Alloy na Fernando Corrêa da Costa, o litro da gasolina que custava R$ 2,99 passou para R$ 3,38.

No posto da Avenida Afonso Pena esquina com a Rua 13 de Maio, o preço saltou de R$ 2,89 para R$ 3,36 o litro. Na Rua 26 de Agosto com a Rui Barbosa o combustível está sendo comercializado por R$ 3,49. Os funcionários do local disseram que o preço antigo não se tratava de uma promoção, e sim uma competição. "Todos os postos baixaram nós baixamos o preço também, na quinta-feira os postos começaram a reajustar os preços e nós também reajustamos".

Os consumidores reclamam da alta repentina e dizem que foram pegos de surpresa. (Foto: Vanessa Tamires)Os consumidores reclamam da alta repentina e dizem que foram pegos de surpresa. (Foto: Vanessa Tamires)

Os consumidores reclamam da alta repentina e dizem que foram pegos de surpresa com o aumento do combustível. A funcionária pública Viviane Martins, 30 anos, comenta que na semana passada abasteceu a sua moto biz com gasolina custando R$ 2,99.

Ela diz que abastece próximo da sua casa ou do serviço. Viviane conta que em 2012 com R$ 10 conseguia passar a semana, fato que não ocorre mais nos dias de hoje. "Quando estava abastecendo à R$ 2,99, conseguia passar três dias sem colocar gasolina, isso contando que trabalho a 20 km de casa, então eu gasto bastante. Agora com R$ 3,34, acho que será quase R$ 20 por semana", conta.

Outra consumidora que reclama do reajuste repentino no preço da gasolina é a acadêmica Josilene Dias, 33 anos, para ela o combustível está muito caro, e agora a única solução é tentar economizar. "estava acostumada a abastecer com o valor mais baixo, ninguém estava esperando, porque essa promoção que eles estavam fazendo durou bastante tempo, agora é rodar menos com o carro pra economizar na gasolina", diz.

Conforme noticiado pelo Campo Grande News, o supervisor técnico do Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência de Mato Grosso do Sul), Edson Lazaroto, alertou que o preço da gasolina voltaria a subir. "Depois das férias, a tendência dos preços é voltar a normalidade, não com o valor total, mas com o que estávamos acostumados a ver entre R$ 3,12 a R$ 3,19", destaca Lazaroto.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions