A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 26 de Setembro de 2016

22/12/2015 11:19

Há 4 meses sem reuniões, Codecon termina ano sem agenda para 2016

Liana Feitosa

A última reunião do ano do Codecon (Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico), programada para ontem, segunda-feira (21), não aconteceu. O grupo, que analisa a concessão de benefícios pelo Prodes (Programa de Incentivos para o Desenvolvimento Econômico e Social de Campo Grande), está com as atividades paradas desde que o prefeito Alcides Bernal (PP) assumiu a prefeitura, há quatro meses.

Veja Mais
Na primeira reunião do ano, Codecon aprova investimentos de R$ 9 milhões
Codecon aprova incentivos fiscais para 18 empresas investirem R$ 51 mi

Segundo a titular da Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Turismo e Agronegócio), Dharleng Campos de Oliveira, a agenda estava confirmada, mas precisou ser cancelada.

"A reunião acabou não acontecendo por falta de quorum. Como é final de ano, véspera de Natal, muitas pessoas viajam. Tínhamos a presença do número total de membros do município que fazem parte do conselho, mas não estavam todos os representantes da sociedade", explica a secretária.

No ano passado, nesta mesma época, foram aprovadas 18 cartas-consultas de empresários que, juntas, somaram investimentos de R$ 51,6 milhões na cidade, prometendo gerar 551 empregos diretos na Capital.

No entanto, no segundo semestre deste ano, nenhuma reunião ocorreu. "Precisávamos nos inteirar da situação, ficar a par das questões e conseguir reunir todos os membros", defende Dharleng.

Segundo o ex-secretário de Desenvolvimento da Capital, Natal Baglioni, pelo regulamento do Codecon, na última reunião do ano é discutido um calendário para as reuniões do conselho no ano seguinte.

"Então, nessa reunião, deveriam discutir as reuniões do ano que vem que, como norma, deveriam começar em fevereiro", detalha Baglioni. Além disso, os encontros devem ser ocorrer todos os meses e só podem ser cancelados se não existirem processos para serem analisados.

"Vejo com tristeza essa ausência de reuniões porque os empresários estão angustiados, estão com processos em andamento, mas não recebem definição da prefeitura", compartilha.

Isso porque o conselho analisa e vota projetos de investimentos para a cidade. A Sedesc recolhe documentos dos interessados em receber ajuda da prefeitura. Esses, por sua vez, apresentam uma carta-consulta ao conselho, que analisa em reunião.

Quando aprovados pelo Codecon, os processos vão para a Câmara de Vereadores, que aprova, ou não, a concessão da área. Com a ausência de reuniões, empreendedores deixam de executar projetos, desacelerando o desenvolvimento da região.

Na primeira reunião do ano, Codecon aprova investimentos de R$ 9 milhões
O Codecon (Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico) se reuniu na manhã desta segunda-feira (16) para analisar nove cartas consultas que somam...
Codecon aprova incentivos fiscais para 18 empresas investirem R$ 51 mi
Na penúltima reunião do Codecon (Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico), realizada nessa semana, foram aprovados 18 cartas consultas que so...
Com cautela no exterior, dólar fecha praticamente estável a R$ 3,24
Com uma leve alta de 0,01% o dólar comercial fechou nesta segunda-feira (26) praticamente estável, cotado a R$ 3,247 na venda. Na última sexta-feira ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions