A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 30 de Setembro de 2016

25/09/2015 10:40

Parceria Público Privada pode render investimentos de R$ 1,7 bi na Sanesul

Leonardo Rocha
Reinaldo diz que esta parceria público-privada vai levar saneamento a todo Estado em dez anos (Foto:    Fernando Antunes)Reinaldo diz que esta parceria público-privada vai levar saneamento a todo Estado em dez anos (Foto: Fernando Antunes)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou que a Sanesul (Empresa de Saneamento do Estado de Mato Grosso do Sul) deve ser a primeira a implementar a PPP (Parceria Público-Privada) na história do Estado, com a previsão de ter um investimento de R$ 1,7 bilhão, para que em dez anos todas as cidades tenham saneamento básico em Mato Grosso do Sul.

Veja Mais
Sem dinheiro,Sanesul aposta parceria privada para investir em esgoto
Intenção de compra cai, mas dia das crianças pode movimentar R$ 146 mi

“Nós vamos fazer a primeira PPP do Estado, não se trata de uma privatização e sim de um aporte de capital privado na instituição, para ampliar e universalizar o saneamento básico em dez anos em todo Estado”, disse Azambuja, nesta manhã (25), durante evento na Funtrab (Fundação do Trabalho de MS).

Reinaldo explicou que o governo já está estudando e desenvolvendo como será feita esta parceria, que se trata de um modelo de sucesso em muitos estados. “Nós vamos avançar muito com esta oportunidade, no ritmo que estamos só poderíamos cumprir esta meta de saneamento em 45 anos, pois bem, vamos conseguir em dez anos”.

De acordo com o governador, resta ao Estado procurar agora no mercado a melhor oferta, depois que abrir e publicar o edital de licitação. “Empresas e bancos podem participar desta concorrência pública, onde vamos escolher a melhor proposta, para que tenhamos investimentos de até R$ 1,7 bilhão no setor, em busca de melhor qualidade de vida e saúde”.

Azambuja ponderou que apesar desta parceria com a iniciativa privada, a Sanesul vai continuar sendo uma empresa pública do Estado, com autonomia para contratações, assim como planejar suas políticas e atividades no setor.




Vamos ver governador tudo tem um custo e com certeza quem vai pagar será o povo, quando vai ser o reajuste da tarifa ou taxa que o tal parceiro privado vai cobrar?.
 
Beto em 25/09/2015 12:00:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions