A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 29 de Setembro de 2016

10/12/2014 08:41

Por vendas, camelódromo improvisa praça de alimentação e dá brindes

Priscilla Peres
Praça de alimentação oferece salgados, sorvetes e bebidas para quem  passa pelo local. (Foto: Alcides Neto)Praça de alimentação oferece salgados, sorvetes e bebidas para quem passa pelo local. (Foto: Alcides Neto)
Cícera está otimista com as vendas e aposta nos brinquedos para vender mais. (Foto: Alcides Neto)Cícera está otimista com as vendas e aposta nos brinquedos para vender mais. (Foto: Alcides Neto)

Praça de alimentação, brindes e horário estendido, essas são as armas dos vendedores do camelódromo de Campo Grande para alavancar as vendas em 15% nesse fim de ano. Quem comprar acima de R$ 50 vai ganhar um cupom para concorrer a dezenas de prêmios, que serão sorteados no dia 30 de dezembro.

Veja Mais
Índice sobe 6% e Campo Grande tem 177 mil pessoas endividadas
MS vai receber missão técnica do Chile em frigoríficos de carne bovina

O presidente da associação de vendedores do centro comercial, Francisco José Pereira, afirma que os prêmios são pequenos, mas é uma forma de estimular as vendas. Além disso, desta semana até o fim do mês, foram montadas barracas em uma área ao lado do camelódromo, que oferecem salgados, refrigerantes e sorvetes.

Tanto as lojas como a pequena praça de alimentação, vão acompanhar o horário de atendimento definido pelo comércio, ou seja, até às 20h nessa semana e até às 22h da semana que vem até o dia 23. A ampliação do horário é um acordo coletivo feito entre funcionários e patrões por meio do sindicato, com o intuito de atender a demanda de clientes.

Juarez Viana, 45, tem uma lanchonete dentro do camelódromo e pelo terceiro ano seguido abre a barraca com pasteis e outros salgados no fim de ano. "Nós ampliamos as opções de salgados e nesse período as vendas dobram, com maior movimento por volta das 18h", explica ele que conta com a ajuda da filha para atender a clientela.

Proprietária de um box focado na venda de brinquedos, Cicera Jesuíno dos Santos, 42, afirma que a praça de alimentação além de atender os funcionários do local ainda é um diferencial para quem vai passear com a família. "Muita gente vem para o Centro com os filhos e ali pode sentar num lugar arejado e comer tranquilo, durante as compras", diz.

Para ela os carrinhos de controle remoto, bonecas barbies e brinquedos de heróis são as apostas para vender mais nesse fim de ano. "A expectativa é boa, mas as vendas ainda estão fracas. As pessoas deixam muito para a última hora, os 5 dias antes do Natal costumam ser de muito movimento", afirma Cícera.

Já Maria Katiane França, 30, que trabalha em um box que vende sapatos, afirma que o fim do ano sempre é bom de vendas, mas a Copa e as eleições atrapalham um pouco as expectativas desse ano. "Por enquanto as pessoas estão pesquisando mais, comprar mesmo é na semana que vem", diz.

Índice sobe 6% e Campo Grande tem 177 mil pessoas endividadas
Campo Grande tem 177 mil pessoas endividadas, sendo que 13% não terão condições de pagar suas contas. O índice medido pelo IPF/MS (Instituto de Pesqu...
MS vai receber missão técnica do Chile em frigoríficos de carne bovina
Inspeções federais de outros país no Brasil pode abrir novos mercados para exportação. Chile, Cuba e Bolívia já tem data marcada para suas missões e ...
Gol lança ofertas semanais de passagens aéreas
Para atrair novos passageiros e fidelizar seus clientes, as companhias aéreas garantem preços e condições de pagamento especiais. Cada empresa define...
Mais de 6 mil consumidores saíram da lista de inadimplentes em agosto
Em agosto, 6.144 contribuintes de Campo Grande saíram do cadastro de inadimplentes. O número é 38,5% maior que o de julho, quando 4,4 mil pessoas rec...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions