A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 29 de Setembro de 2016

16/02/2016 10:27

Preço da cesta básica sobe 6,21% em janeiro e é a 9ª mais cara do país

Priscilla Peres
Produtos da cesta básica estão R$ 24 mais caros que em dezembro. (Foto: Arquivo)Produtos da cesta básica estão R$ 24 mais caros que em dezembro. (Foto: Arquivo)

Adquirir os produtos da Cesta Básica de Campo Grande, em janeiro de 2016, ficou 6,21% mais caro. O valor mensal para adquirir os itens agora soma R$ 412,61 e é R$ 24,14 maior que o de dezembro do ano passado.

Veja Mais
Tomate tem alta de 15,45% e contribui para aumento da cesta básica em janeiro
Puxada pelo óleo de soja e sabão em barra, cesta básica sobe 1,7%

A pesquisa do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) divulgada hoje, agora mostra o comportamento dos preços em 27 capitais do país. Neste primeiro mês do ano, todas tiveram aumento no preço. A maior, em janeiro, foi Goiânia com aumento de 15,75% e Curitiba a menor (1,71%).

O aumento do mês passado colocou Campo Grande, como a 9ª cesta mais cara do país. O tomate foi o principal responsável pelo aumento dos preços, já que subiu R$ 46,83% em janeiro. O clima também afetou a batata que teve aumento de 23,22%.

O feijão ficou 17,10% mais caro em MS, mas o aumento no preço foi generalizado entre as capitais. Açúcar (10,29%), óleo (7,24%), manteiga (3,28%), café (2,06%), farinha de trigo (0,76%) e carne bovina (0,39%), também apresentaram altas.

No mês passado, apenas quatro produtos tiveram queda nos preços. Três deles são itens do café da manhã, sendo o pão francês (-5,74%), leite (-1,38%) e a banana (-5,83%). Além deles, o arroz também ficou 1,18% mais barato em relação a dezembro.

No bolso - De acordo com levantamento do Dieese, o salário mínimo necessário para sustentar uma família de quatro pessoas deveria ser de R$ 3.795,24, ou 4,31 vezes mais do que o mínimo de R$ 880,00. Em dezembro de 2015, o mínimo necessário correspondeu a R$ 3.565,30, ou 4,52 vezes o piso vigente (R$ 788)

Em janeiro, o custo de aquisição da cesta básica familiar para o trabalhador campo-grandense foi de R$ 1.237,83 – um aumento em R$ 72,42, em comparação ao valor despendido em Dezembro de 2015. O custo da cesta familiar equivale a 1,41 vezes o salário mínimo bruto atual.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions