A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 01 de Outubro de 2016

27/10/2015 17:47

Receita líquida do Estado cresceu 6,19% nos últimos 12 meses

Priscilla Peres
Governador estuda aumentar impostos para diminuir deficit mensal. (Foto: Fernando Antunes)Governador estuda aumentar impostos para diminuir deficit mensal. (Foto: Fernando Antunes)

As receitas do governo de Mato Grosso do Sul em setembro somaram R$ 717 milhões, valor 0,8% maior que os R$ 712 milhões recebidos no mesmo período de 2014. O valor é o maior dos últimos oitos meses, só perdendo para dezembro de 2013, quando chegou a R$ 849 milhões.

Veja Mais
Governo amplia isenção e muda projeto para aprovar aumento de impostos
Reinaldo busca acordo e sensibilidade de deputados para elevar impostos

No acumulado de de outubro de 2014 a setembro de 2015 as receitas do Estado somaram R$ 8,283 bilhões, crescimento de 6,19% em relação ao período de outubro de 2013 a setembro de 2014.

O demonstrativo de receita corrente líquida foi publicado no Diário Oficial do Estado de hoje. As maiores arrecadações estaduais são de receitas tributárias, que em setembro somaram R$ 708 milhões. Destes, R$ 617 milhões são de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e R$ 43 milhões de IRPF (Imposto de Renda de Pessoa Física).

Em seus discursos recentes, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) tem justificado que as receitas não cresceram junto com as despesas, o que tem gerado deficits mensais de caixa. Para minimizar tais perdas, ele estuda aumentar impostos, entre eles o IPVA (Imposto sobre Veículos Automotores).




R$ 35.000.00,00 (milhões) em propaganda, ainda bem que os órgãos de imprensa de nosso Estado não são omissos como o MPE, por exemplo.

Governo do Estado de Mato Grosso do Sul.
"sua prioridade, nosso compromisso"
 
TOYOSHI SATO em 27/10/2015 21:05:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions