A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Setembro de 2016

13/07/2015 17:56

Sem área para novas indústrias, Capital retoma imóvel doado a frigorífico

Priscilla Peres

Sem área para novos investimentos desde o início do ano, a prefeitura está analisando contratos firmados em anos passados e rescindindo os que não foram cumpridos. Hoje (13), foi cancelado o termo de transferência de posse firmado com o grupo Bertin em 2008, para o uso de terreno na construção de uma central logística de transporte.

Veja Mais
Asperbras lança pedra fundamental e fábrica vai investir R$ 304 milhões em MS
MPF denuncia ex-prefeito, servidores e empresários por fraudes em licitações

Na época, a empresa recebeu incentivos para a instalação do frigoríficos e o terreno onde seria construída uma espécia de transportadora. Porém, a área não foi utilizada e em 2011, três anos após a assinatura do contrato, JBS comprou a unidade do Bertin em Campo Grande, e os incentivos fiscais foram transferidos de empresa.

Acontece que o JBS também não se interessou em tocar o projeto assumido pelo Bertin e a área ficou sem utilização todo esse tempo. Até que hoje, 7 anos depois do contrato firmado, a prefeitura rescindiu contrato e pediu o terreno de volta.

A área está localizada na saída para Sidrolândia. Atualmente, apenas no polo Oeste estão instalados 101 empreendimentos. No entanto, esse e outros espaços já estão saturados. Para que a Capital continue expandindo investimentos no setor de indústria, novas áreas precisam ser levantadas e, para isso já existe projeto, segundo o secretário Natal Baglioni, titular da Sedesc (Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Turismo e do Agronegócio).




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions