A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Setembro de 2016

14/08/2015 17:20

Valor do frete só cai em abril, 9 meses após queda do ICMS sobre diesel

Mariana Rodrigues
Segundo o presidente do Setlog para haver redução no valor do frete é necessário que todos os postos de combustíveis repassem o valor do diesel com a alíquota reduzida. (Foto: Divulgação)Segundo o presidente do Setlog para haver redução no valor do frete é necessário que todos os postos de combustíveis repassem o valor do diesel com a alíquota reduzida. (Foto: Divulgação)

A redução do preço do frete, cobrado pelos transportadores estaduais, só deve ocorrer em abril de 2016 e depende da boa vontade dos postos de combustíveis repassarem na bomba o preço final do diesel, que teve a alíquota do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) reduzida de de 17% para 12% desde julho deste ano em todo o Estado.

Veja Mais
Primeiro mês de redução do ICMS não alcança meta prevista pelo governo
Comissão realiza segunda reunião sobre redução do ICMS do diesel

Conforme informou o presidente do Setlog (Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário de Cargas de MS), Cláudio Cavol, a redução ainda é lenta e alcançou poucos postos de combustíveis. Segundo o presidente do sindicato para haver redução no valor do frete é necessário que todos os postos de combustíveis repassem o valor do diesel com a alíquota reduzida direto para as bombas.

Com a redução da alíquota do ICMS, o preço final do diesel deveria variar de R$ 0,15 a R$ 0,17 centavos, mas segundo Cavol, esse valor poderia facilmente chegar até R$ 0,20 centavos nas bombas. "A grande maioria dos postos precisam aderir a essa campanha, quando se reduziu a alíquota do ICMS do diesel achei que seria mais rápido a adesão dos postos, mas não foi isso que aconteceu", conta.

Ele explica que a projeção para se reduzir o frete é para abril de 2016, caso se atinja a meta estabelecida pelo governo, onde o consumo do combustível tenha um aumento de 40%. "Caso os postos continuem aderindo de forma lenta a redução do diesel, mas ainda assim atinja a meta do governo, acredito que até abril de 2016 o frete apresente redução".O presidente da Setlog se diz surpreso com a lentidão com que os postos estão repassando o preço do óleo diesel. "Achei que seria mais rápido, os postos precisam se conscientizar sobre essa redução, só meia duzia de postos dando redução não em condições".

Por outro lado, Cavol afirma que se todos os postos aderissem essa campanha e baixassem o valor do diesel, em novembro o frete apresentaria redução. "O que vemos aqui no Estado é que a maioria dos postos de gasolina fazem guerra pelo preço da gasolina, e não competem da mesma forma quando se fala em baixar o preço do óleo diesel". Mas ele alerta que se a meta do governo não for alcançada não vai haver redução no valor do frete.

Com a redução da alíquota do ICMS, o preço final do diesel deveria variar de R$ 0,15 a R$ 0,17 centavos. (Foto: Vanessa Tamires)Com a redução da alíquota do ICMS, o preço final do diesel deveria variar de R$ 0,15 a R$ 0,17 centavos. (Foto: Vanessa Tamires)

De acordo com Cláudio Cavol, apenas 10% dos postos de combustíveis de Mato Grosso do Sul repassaram para o preço final na bomba a redução do ICMS sobre o diesel, que varia de R$ 0,15 a R$ 0,17 no preço pago pelo litro do combustível. "O restante dos postos baixou cerca de R$ 0,04 por litro, o que não representa uma queda expressiva. Ou seja, até agora, não tivemos uma queda real aqui no Estado quanto ao preço do litro do diesel revendido ao consumidor, mas, a expectativa é de que os postos se empenhem cada vez mais para reduzir o preço", afirmou.

Empresários industriais confirmam que a redução da alíquota do ICMS sobre o óleo diesel realmente não chegou até o preço do frete pago às transportadoras do Estado. Para o empresário Juarez Falcão, da indústria MovFlex, o valor do diesel teve queda nas bombas e vantagem para quem tem frete próprio, mas as transportadoras ainda não repassaram os descontos para o frete. "Tivemos uma diferença de 5 a 7% a menos no valor do diesel, mas nas transportadoras ainda não sentimos esse impacto. No meu caso, o transporte de matéria-prima está com o mesmo custo", revelou.

Pesquisa - Segundo a Sefaz (Secretaria Estadual de Fazenda) ao litro do óleo diesel teve uma queda de R$ 3,00 para R$ 2,91, mas ainda precisa ficar em média R$ 0,70 mais barato para compensar a redução do ICMS sobre o combustível.

Durante a última reunião da Comissão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul que acompanha a redução da alíquota, o deputado estadual Paulo Corrêa disse que o caminho agora é compensar essa diferença para que o preço do diesel chegue a R$ 2,85.

Atualmente o Estado consome em média 125 milhões/mês, mas com a diminuição do preço do combustível, que deve ser de no mínimo R$ 0,15 em relação ao preço cobrado pelos postos de combustíveis, o Governo do Estado pode deixar de arrecadar R$ 20 milhões por mês. Para que isso não aconteça, será necessário aumentar consumo entre 40% e 45%, o que dá um número próximo de 180 milhões de litros mês.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions