A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

22/12/2012 07:00

A diversão para quem vai a um show open bar de água e refrigerante

Elverson Cardozo
No show gospel, diversão significa adoração. (Foto: João Garrigó)No show gospel, diversão significa adoração. (Foto: João Garrigó)

A proposta, para início de conversa, é outra. Não há, portanto, uma comparação justa. A diferença é evidente. A única coisa em comum foi o espaço, o Jockey Clube, que ficou lotado, recentemente, com a apresentação do DJ francês David Güetta.

Veja Mais
Parque das Nações terá Jota Quest de graça, além de Curimba e Bella Xu
Morre ator e comediante Guilherme Karan aos 58 anos

Na noite desta sexta-feira (22), a atração que levou 10 mil pessoas ao local, segundo estimativa da PM (Polícia Militar), foi o show do grupo Diante do Trono. Uma festa evangélica com direito a open bar de água e refrigerante.

A equipe do Lado B esteve presente, com uma pergunta categórica aos entrevistados: É possível se divertir sem consumir bebida alcoólica?

Todos as pessoas ouvidas nesta reportagem garantiram que sim, com argumentos que, no geral, passam pelo viés religioso. Não poderia ser diferente. Em um show destinado ao público cristão, as explicações só poderiam partir da bíblia. Podem haver exceções, é claro, mas elas, neste caso, não apareceram.

Rafaela Marques, de 17 anos, estava em seu primeiro show gospel. Afastada da IURD (Igreja Universal do Reino de Deus) há 2 anos, ela ainda mantém viva a fé que profere.

Água no lugar da cerveja. (Foto: João Garrigó)Água no lugar da cerveja. (Foto: João Garrigó)

Para a estudante, é possível, sim, se divertir, mas a diversão não é a mesma, até porque o propósito também não igual ao das outras festas. A ausência de cerveja, por exemplo, para ela, não altera em nada a alegria de quem se propõe a frequentar lugares como esse, pelo contrário.

"É melhor porque não vou ficar ruim. Não vou amanhecer ruim", comentou. A parte boa, acrescentou, é que geralmente não ocorrem brigas, nem discussões por motivos fúteis. "O pessoal na presença de Deus é diferente", disse.

Sem entrar no mérito da justificativa dada pela garota, o que se nota, da pista à área Vip, é que a diversão, nesse tipo de show, resume-se em adoração. Em uma tentativa de contato espiritual. Passa longe da balada.

As danças existem, mas são tímidas. O gesto mais comum são as mãos erguidas em direção ao céu ou juntas ao peito. Os louvores estão na ponta da língua.

Multidão no show do Diante do Trono, ontem à noite. (Foto: João Garrigó)Multidão no show do Diante do Trono, ontem à noite. (Foto: João Garrigó)

Essa é a diversão. Quem garante é a professora Neuzilene Teles da Silva, que se batizou na 1ª Igreja Batista há 1 ano e 4 meses. "A nossa alegria é louvar ao Senhor. Não é ficar em vão, passando a hora", afirmou.

Para contrapor a afirmação de que a "alegria do mundo" é passageira, Neuzilene revelou que já esteve do outro lado. Era da turma do pagode. Daquelas de subir no trio elétrico. Não perdia a oportunidade de dançar. Hoje, longe do passado, garante que a vida melhorou. A conquistas apareceram.

Defendendo e elogiando a festa com refrigerante e água à vontade, ela fez um comparativo com os shows que frequentou antes da conversão. Atrações onde as bebidas com álcool não podiam faltar: "Tinha muita violência. Não tinha paz. Era um descontrole geral. Precisava de muita segurança".

Na mesma discussão, a fisioterapeuta Vanessa Batista de Campos, de 37 anos, deu resposta que parecia ter sido ensaiada: "Quem é cristão o foco é outro. A alegria vem de Deus. Não preciso entorpecer minha mente para encontrar a alegria e diversão".

Bar de água e refrigerante ficou movimentado. (Foto: João Garrigó)Bar de água e refrigerante ficou movimentado. (Foto: João Garrigó)

O advogado Alex Batista Campos, pensa da mesma forma. A vida, antes da igreja, não tinha o menor sentido. "Eu era triste, vazio. Estava rodeado de gente, mas solitário", contou.

Em um grupo de quatro adolescentes, que já provaram bebidas como cerveja, vodka e caipirinha, todas garantiram que o álcool não estava fazendo falta. "Minha diversão não é pela bebida, mas pelas companhias, disse Fernanda Doldan, de 14 anos.

"Meus pais podem ficar tranquilos porque eu sai e vou voltar bem para casa", acrescentou a amiga, a estudante Janaina de Oliveira Azevedo, de 15 anos.

Estrutura - Segundo a organização do evento, quem foi ao show do grupo Diante do Trono teve 40 mil litros de água e refrigerante à disposição, na pista, área vip e no camarote.

Vale ressaltar que o Jockey Club recebeu gente de todas as faixas etárias, de bebê de colo a idosos. A festa começou às 21h e terminou antes das 23h15.

A Polícia Militar não registrou nenhuma ocorrência significativa. "Se todo evento fosse assim, eu faria questão de ir", comentou o tenente Valdenir da Silva Andrade, que forneceu a estimativa aproximada de público.

De plantão, ele e o colega ainda iriam fazer a segurança no Rádio Clube Campo, onde estava ocorrendo o show do ex-vocalista do grupo Exaltasamba, Péricles.




- Foi lindo ver o povo de Deus, louvando, exaltando e engradecendo o nosso Paai, essa sem dúvida é a maior felicidade, sem ter que consumir qualquer tipo de bebido alcoólica. O show foi uma benção, maravilhoso!! e agradecemos a Deus pelos momentos vividos ali. Não esquecendo também da equipe HOUSE GOSPEL, que se empenhou ao máximo para que acontecesse.
 
Kelly Souza em 24/12/2012 16:39:51
Querido Edieverson Dias, faço das suas, as minhas palavras, já que nem mesmo eu, conseguiria ter me expressado com tanto louvor.
 
Julio Martini em 23/12/2012 11:35:59
Para quem está reclamando da matéria, posso dizer que frequentei a igreja a vida toda e SIM, essas respostas são meio ensaiadas pelos crentes, sempre para dizerem que são diferentes e que podem ser divertir e coisa e tal. Dou apoio total a quem escreveu o texto. Sem falar que as pessoas que estão reclamando do texto nem sequer parecem saber o que é "imparcialidade" e "parcialidade".
 
Paulo Miranda em 23/12/2012 11:17:50
A grande diferença está mesmo na motivação, calcada na Bíblia amar e adorar a Deus acima de tudo e amar ao próximo. Com refrigerante e água sim, mas as pessoas também namoram , brincam e se divertem sem precisar ficar bêbado ou com qualquer outro tipo de Droga. Quanto aos valores cobrados nem sempre os patrocínios cobrem tudo, e outra todo mundo precisa comer, se vestir, estudar, pagar plano de saúde etc Que bom seria se nossos impostos cobrissem isso com qualidade , então precisa-se de dinheiro para pagar ou você acha que os músicos e demais trabalhadores de um evento são super humanos. Vamos parar com essa ideia de que CRISTÃO é o suprassumo da perfeição, tentamos apenas seguir a Bíblia que contém os ensinamentos de Deus, às vezes falhamos.
 
juliana berteli em 23/12/2012 10:52:55
quando Deus reunia muitidoes garanto que nao era cobrado, igrejas VAMOS REFRETIR POR FAVOR .ISSO ENFRAQUECE AS IGREJAS
 
paula andrade em 23/12/2012 10:19:21
fui no show foi muito bom tambem queria gostaria por uma resalva, para que por os ingressos tao caros sendo que milhares de pessoas pessoas nao forao esse valor cobrado e um absurdo , gente vamos parar de querer ganhar vantagem em tudo.
 
paula andrade em 23/12/2012 10:15:41
Parabens à equipe pela excelente reportagem, nao é sempre que encontramos entrevistas sobre evangélicos sem que hava ofensas e criticas.... realmente voces perceberam que ser cristao, é ser no interior, transformado, e nao ter necessidades de completos: bebidas, drogas, e outros prazeres, quando nos deparamos com Jesus, somos por ele, invadidos e moldados para uma vida que se completa e satisfaz com coisas minimas, os proprios detalhes fazem diferença, ir a um show evangelico, é se render em adoracao e ver o ceu aberto sobre nos e nossa cidade e podermos declarar livremente que amamos nossa cidade e a queremos livre e abençoada, que hava paz em nossos lares, olha o que a policia disse: 10 mil pessoas e nenhum acidente, nada...isso é Deus na conduçao de um povo que ja foi remido e livre....
 
valdir balbueno em 23/12/2012 08:19:18
PARA SE DIVERTIR NÃO PRECISASE EMBEBEDAR.
 
FRANCYELLE GATTES em 23/12/2012 08:03:26
Eu acho que houve uma imparciabilidade e um certo tipo de preconceito, pq vale ressaltar de que se todos os 'open bar' fosse assim talvez a volta pra casa seria mais tranquila, e os policiais tbém teriam menos trabalho com esses eventos.....
 
Tatiane Navarro em 22/12/2012 23:00:57
...parabéns pela matéria... ainda existe diversão saldável... para o corpo e para a alma...
 
glaucia regina em 22/12/2012 19:12:47
Glórias a Deus o evento foi uma benção, um show para entrar para história de Campo Grande MS, depois de 8 anos o Ministério de louvor mais conhecido do Brasil e do Mundo pode estar voltando para nossa cidade, sem esquecer daqueles que estiveram por traz do evento desde o mês de Agosto quando anunciamos na Marcha para Jesus foi muito trabalho, muitas lutas, muitas lutas espirituais passamos para que no dia vinte e um as bençãos do senhor fosse derramado sobre cada pessoa que esteve no show. Obrigado senhor pelas suas ricas bençãos que o senhor tem nos dado, obrigado também pelas lutas que passamos pois o senhor esteve conosco em todos os momentos, e sem esquecer da galera da House Gospel que fez o melhor para que cada pessoa cada familia pudesse aproveitar do melhor deste evento.
 
Rodrigo Antonio Nascimento Pipoli em 22/12/2012 15:36:41
Dizer que a diversão resume-se à adoração, é minimizar o tipo de evento.
Nele a adoração é à DEUS.
Nos eventos comuns existe adoração a tudo menos a DEUS, claro com devidas exceções.
Resposta ensaiada é a pura verdade de que não é preciso de droga alguma para diversão.
Danças tímidas são danças sem vulgaridade e intituladas assim sob a desculpa de as outras serem produto da liberalidade e desculpa que o alcool ou droga podem exacerbar.
Mas se existirem danças mais exaltadas nesses eventos com certeza poderiam ser taxadas de danças fanáticas.
Chega de violência.
Melhor que sejam entorpecidos pela doçura dos ensinamentos de Jesus do que pela falta de perspectiva, materialismo feroz existente e uso de drogas sem limite.
 
Adriano Magalhães em 22/12/2012 15:17:16
Ok, só fica uma questão que gostaria de entender; um evento de louvor, de adoração onde se prega a palavra que é um dom deveria ser de graça ou ao menos cobrar taxa única simbólica para cobrir despesas; querem se diferenciar das pessoas do "mundo" mais criam espetáculos com área vip, camarotes, só faltou os famosos bangalôs ou será que as pessoas da área vip recebem mais bençãos do que o público da pista? Até onde sei o nosso Pai não difere nenhum de seus filhos, homens aqui na Terra sim.
 
Edieverson Dias em 22/12/2012 15:12:30
Esse realmente foi o maior e mais abençoado evento gospel que o estado já viu, noite maravilhosa!!! Cura, milagres, salvação e restituição...meus parabéns aos organizadores Jaime e Dalto, agora vamos esperar o Fernandinho em maio.
 
Carlos Andrade em 22/12/2012 12:53:10
Não sou evangélica e adorei o Open Bar de água e refrigerante. Saio par ame divertir em show e balada, mas não preciso tomar cerveja para ficar alegre.
 
Elinete Ricartes em 22/12/2012 11:47:51
Parabéns, Campo Grande News, pela excelente matéria!
Como é bom ver reportagens assim: nosso jovens tendo momento de descontração e alegria verdadeira pois, a recebe dos céus, "de onde me virá o socorro" e ...."a alegria do Senhor é nossa FORÇA" etc. ... diversão... alegria..., TUDO SEM CERVEJA, SEM VODKA, etc., aliás, OREMOS pelo juiz federal de SC que corajosamente, acolhendo Ação Civil Pública do Ministério Público proibiu a propaganda de cerveja no rádio e TV das 6:00 h às 21:00h, tentativa desesperada das autoridade de pelo menos diminuir a força avassaladora desse produto que tantos males tem trazido às famílias.
 
ELIAS ANTONIO PEREIRA em 22/12/2012 11:39:47
Concordo Reginaldo Nantes materia nem um pco imparcial



 
Nagila Souza em 22/12/2012 11:24:37
mais uma vez quero parabenizar ao portal campograndenews,pela excelente matéria.eu fui oa show gospel e levei meus filhos,e realmente foi tudo isso que aconteceu,muita alegria,pois a intenção não era diversão.mas momentos de louvor e adoração ao nosso DEUS, e isto foi o que aconteceu lá.com pessoas vindas de vários lugares.
 
inacio poquiviqui em 22/12/2012 10:38:41
"viés religioso", "resposta que parecia ter sido ensaiada" ... isso é ser imparcial? Sinceramente, não gostei!
 
Reginaldo Nantes em 22/12/2012 10:34:15
Em primeiro lugar quero parabenizar esta reportagem, foi excelente, retrataram fielmente os fatos, parabéns mesmo esta cobertura feita por vocês foi muito real e imparcial. O show foi realmente lindo, isso mostra aos jovens que ser crente não é ser careta ou ultrapassado, e pode sim dançar e se divertir muito com paz e harmonia, só Jesus pode nos dar esta paz livre de drogas e bebidas, e qualquer coisa para te tirar da realidade, sem brigas sim, mas com harmonia e paz. Deus seja louvado. Obrigado Deus e Ministério Diante do trono. PR. Moises
 
Moises de Andrade em 22/12/2012 09:42:22
Eu fui foi maravilhoso o Espirito santo operou poderosamente nesse lugar ontem e muitos que estavam afastados da presença do Senhor se redimiram a graça e o poder derramado naquele lugar....apesar do lugar não ser bom para tal o espirito não escolhe lugar e sim corações que sejam terra boa e fertil para estar operando e isso aconteceu com muita facilidade pois as pessoas estavam receptivas,nada mais ,agora só agradecer a Deus pelas bençãos e toda honra e glória seja dada a tí Senhor....
 
Jocelma Moura em 22/12/2012 09:31:38
o show foi bom mais o local e pessimo, precisamos de um lugar urgente prefeito isso vai fazer a diferença campo grande merece
 
claudemir andrade em 22/12/2012 08:25:12
Muito lindo ver tantos jovens Louvando ao nosso Senhor, realmente, A alegria vem do Senhor, e não através das bebidas....Só a Ele toda Honra, toda Glória, todo Louvor, toda Adoração!!!
 
alexandra de almeida em 22/12/2012 08:16:37
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.