A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

15/07/2014 06:23

Em casa no Damha, piscina com cascata é vista da escada e mergulho leva à sauna

Paula Maciulevicius
A residência é de um casal que já mora sem os filhos, mas recebe frequentemente amigos e netos. (Fotos: Marcelo Calazans)A residência é de um casal que já mora sem os filhos, mas recebe frequentemente amigos e netos. (Fotos: Marcelo Calazans)

Nos 480m² de uma das casas do residencial Damha, em Campo Grande, a área de lazer é quem “manda” na residência. A piscina com cascata cria uma paisagem aconchegante aos olhos de quem sobe as escadas. Além do barulho de água, a iluminação natural irradia o ambiente, trazendo tranquilidade e diversão a um projeto de arquitetura moderna.

Veja Mais
Com filmes não revelados da década de 1950, frei tenta criar museu em mosteiro
Traços da nossa arquitetura, desde o “Gabinete Téchnico de Desenho" na Calógeras

A residência é de um casal que já mora sem os filhos, mas recebe frequentemente os amigos para festas e as brincadeiras dos netos. O projeto, primeiro realizado pelo arquiteto Gabriel Lima, de 25 anos, do escritório Arquitetura Gabriel Lima, procurou agregar sala de estar, jantar, espaço gourmet, adega e bar à uma área de lazer pronta para as visitas.

“Era a oportunidade da minha vida, meu primeiro projeto. Pensei em fazer algo que impressionasse e também atendesse às necessidades dos clientes”, comenta Gabriel.

Vista da sala de casa, jardim de inverno contrasta com piscina lá fora. Vista da sala de casa, jardim de inverno contrasta com piscina lá fora.
Pelo vidro é possível já ver e se deliciar com a imagem da área de lazer da casa. Pelo vidro é possível já ver e se deliciar com a imagem da área de lazer da casa.
Com o redor de vidro, a escada une o ambiente interno com o externo.Com o redor de vidro, a escada une o ambiente interno com o externo.

A piscina em forma de “U” é acompanhada de uma cascata que pode ser vista de dentro da casa. “A piscina abraça a escada. Embaixo dela colocamos um jardim de inverno. A pessoa sobe a escada e já vai vendo a água em volta”, explica o arquiteto.

Com pé direito duplo, a casa ganhou mais ventilação, amplitude, iluminação e, de cara, segundo Gabriel, também economiza energia. Com o redor de vidro, a escada une o ambiente interno com o externo. “A minha ideia era entrar na casa e já ter a sensação de água, ver a paisagem embaixo da escada dá mais liberdade ao fundo. Se você integra os cômodos assim, usando poucas paredes, isso ajuda até na relação familiar”, avalia o profissional.

Como a escada em vidro é voltada para o Norte, para compensar o sol que bate na região quase que todo tempo, o arquiteto trabalhou com a abertura de “domos”, uma peça na cobertura da casa que ilumina e ventila o ambiente. “Ela pega o ar quente que sobe e sai, se não fosse isso, ficaria muito quente”, observa Gabriel.

A piscina em forma de “U” é acompanhada de uma cascata que pode ser vista de dentro da casa.A piscina em forma de “U” é acompanhada de uma cascata que pode ser vista de dentro da casa.
Com pé direito duplo, a casa ganhou mais ventilação, amplitude e iluminação. Com pé direito duplo, a casa ganhou mais ventilação, amplitude e iluminação.
Mergulho pode levar à sauna molhada. Mergulho pode levar à sauna molhada.

Na parte externa, a piscina tem um desnível que forma uma “prainha”, espaço para que cadeiras de banho sejam colocadas dentro d'água para um banho de sol. Outro detalhe está na sauna molhada, tanto os visitantes, como os moradores têm acesso à sauna a vapor num mergulho. “A pessoa pode tanto entrar mergulhando, como abrindo a porta”, descreve Gabriel. O mergulho da piscina sai no espaço aberto dentro da sauna.

A fachada também trabalhou no estilo moderno. Por ser voltada para o Sul, o arquiteto pode abusar dos vidros. O revestimento é diferenciado, as pastilhas brancas vieram do Rio de Janeiro e são um detalhe à parte na arquitetura da frente.

Com espelho d'água, o arquiteto quis trazer leveza ao projeto, assim como os degraus suspensos da escada e o verde do jardim. Tudo, segundo ele, foi usado para valorizar a ideia da casa. A escolha das cores, branca e gelo, foi feita para dar a sensação “clean” e de modernidade. “A arquitetura diferente tem que estar ligada ao que está acontecendo no dia a dia”, completa Gabriel.

A fachada também trabalhou no estilo moderno com vidros e revestimento em pastilhas. A fachada também trabalhou no estilo moderno com vidros e revestimento em pastilhas.



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.