A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

12/04/2015 07:56

Sem gastar horrores, sala de 15m² vira loja charmosa com pegada romântica

Paula Maciulevicius
A sala de 15m² foi reformada para receber uma loja de roupas femininas. (Foto: Fernando Antunes)A sala de 15m² foi reformada para receber uma loja de roupas femininas. (Foto: Fernando Antunes)

Paredes na cor rosa completam o ar romântico com o tecido de estampa florida. As duas araras da lateral e o espaço antes do banheiro que serve como provador dão cara ao local. A sala de 15m² foi reformada para receber uma loja de roupas femininas, na esquina das ruas Eduardo Santos Pereira e Alagoas.

Veja Mais
Traços da nossa arquitetura, desde o “Gabinete Téchnico de Desenho" na Calógeras
Casa de madeira mantém as lembranças de 92 anos de dona Nazira na 14 de Julho

Projeto da arquiteta Paula Magalhães, a reforma levou 30 dias dentro de um orçamento enxuto, para fazer da sala que antes tinha as paredes pretas um lugar aconchegante e romântico. Alugado, o imóvel não poderia ter mexida a parte estrutural.

O pedido da dona era que o espaço fosse a cara dela. Em tons de rosa e com móveis que seguem uma pegada mais "antiga", a média gasta aí foi de R$ 15 mil, contando o mobiliário. As ideias que Paula usou podem muito bem ser aproveitadas para um closet em casa, por exemplo. O que dá o ar romântico à loja são detalhes que vem mais da criatividade do que do bolso.

Quadradinho que dá para o banheiro parece ter sido feito para receber o provador. (Foto: Paula Magalhães)Quadradinho que dá para o banheiro parece ter sido feito para receber o provador. (Foto: Paula Magalhães)
No antes, gesso arredondado e as janelas que destoavam do projeto. (Foto: Paula Magalhães)No "antes", gesso arredondado e as janelas que destoavam do projeto. (Foto: Paula Magalhães)
Sala servia de escritório antes de ganhar reforma. (Foto: Paula Magalhães)Sala servia de escritório antes de ganhar reforma. (Foto: Paula Magalhães)

Numa aventura, a arquiteta e a cliente viajaram ao Paraguai para comprar o que fosse útil na reforma. Voltaram apenas com o tecido, mas é o destaque da sala. Estampado de flores, foi muito mais em conta do que o papel de parede. De cabeça, a arquiteta calcula o metro comprado por R$ 50,00 enquanto de papel de parede se acha até por R$ 300.

Os espelhos e também os quadrinhos que enfeitam a sala têm uma moldura diferenciada. As imagens que decoram vieram de impressões feitas em gráfica, tudo agilizado pela dona. Os móveis seguem uma pegada "mais antiga". "Ela queria araras para as roupas e algumas gavetas para guardar o estoque e queria que quem chegasse visse que era a cara dela mesmo", explica Paula.

Acima de cada arara, o gesso arredondado vem acompanhado da iluminação de LED, que além de econômico, não causa nenhum danos às roupas. Uma cortina camufla a janela do lado direito que destoava do projeto, mas que não poderia sofrer alteração.

Parede foi revestida com tecido florido ao invés do papel de parede. (Foto: Fernando Antunes)Parede foi revestida com tecido florido ao invés do papel de parede. (Foto: Fernando Antunes)
Aparador serve para porta-retratos que viram mostruário para bijuterias.(Foto: Fernando Antunes)Aparador serve para porta-retratos que viram mostruário para bijuterias.(Foto: Fernando Antunes)
Gesso ganhou iluminação e led e parede ficou rosa. (Foto: Fernando Antunes)Gesso ganhou iluminação e led e parede ficou rosa. (Foto: Fernando Antunes)
No provador, delicadeza da cortina junto ao banquiho de apoio. (Foto: Fernando Antunes)No provador, delicadeza da cortina junto ao banquiho de apoio. (Foto: Fernando Antunes)

O provador foi adaptado na área que dava para o banheiro, um quadradinho que parece ter sido construído para isso. A cortina dá liberdade para quem está experimentando roupas. De frente para o banheiro, se a cliente quiser, ainda tem o espelho do banheiro para olhar frente e verso.

A ideia de trabalhar o retrô veio a partir das charmosas poltronas vindas da sala da avó da dona. Com mais de 30 anos, o estilo clássico se manteve, mas ganhou cor através do azul e estofado "pied de poule". "Reformamos, laqueou e escolhemos um tecido diferente", descreve Paula.

A iluminação central veio das mais básicas possíveis e não passou dos R$ 20,00, mas agregou graciosidade ao projeto. O aparador em MDF laqueado que acomoda os porta-retratos, tem gavetas e uma mesinha que pode vir a ocupar o centro da loja, como apoio para as roupas.

O espaço funcional vai aos poucos ganhando detalhes como o baleiro e os porta-retratos do aparador como mostruário para as bijuterias. Ideia trazida de uma das lojas que a dona visitou fora do Estado, mas que cabe bem também em casa. A loja, Mila Corrêa, fica na Rua Eduardo Santos Pereira, 2198.

Aparador em MDF tem mesinha que pode ser suporte para roupas. (Foto: Fernando Antunes)Aparador em MDF tem mesinha que pode ser suporte para roupas. (Foto: Fernando Antunes)
Decoração brinca com quadrilhos e poltronas da avó são charme à parte. (Foto: Fernando Antunes)Decoração brinca com quadrilhos e poltronas da avó são charme à parte. (Foto: Fernando Antunes)
No banheiro, detalhes ficaram por conta da moldura do espelho (Foto: Fernando Antunes)No banheiro, detalhes ficaram por conta da moldura do espelho (Foto: Fernando Antunes)
e também dos quadros pela parede. (Foto: Fernando Antunes)e também dos quadros pela parede. (Foto: Fernando Antunes)
Baleiro dá toque retrô. (Foto: Fernando Antunes)Baleiro dá toque retrô. (Foto: Fernando Antunes)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.