A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

17/02/2015 13:56

Atraso das aulas e aprovação do orçamento da União adiam feira na Capital

Ricardo Campos Jr.

O atraso da volta às aulas na rede pública e a votação da Lei Orçamentária Anual pelo Congresso Nacional adiaram a 1ª edição da Flims (Feira Literária Internacional de Mato Grosso do Sul). O evento, inicialmente marcado para este mês, foi reagendado para maio, entre os dias 14 e 17, em Campo Grande.

Veja Mais
Homenageando Manoel de Barros e Glorinha, feira literária acontece em fevereiro
Exposição literária conta 37 anos de história de Mato Grosso do Sul

Delasnieve Daspet, presidente da Associação Internacional de Poetas, curadora e coordenadora da feira, explicou ao Campo Grande News que a Caixa Econômica é a maior patrocinadora e está sujeita ao orçamento da União. O projeto de lei deverá ser apreciado na primeira reunião da Câmara dos Deputados, no próximo dia 24. Até lá, o banco fica impossibilitado de fazer o repasse para atender ao evento.

Com relação ao segundo problema, ela explica que a feira tem uma programação voltada ao público infantil, parte dela realizada dentro das escolas municipais, que conta com o apoio da Semed (Secretaria Municipal de Educação). Pela manhã, as crianças teriam palestras com escritores profissionais e durante a tarde iriam para o local do evento acompanhar as apresentações culturais e participar de oficinas.

“Com essa mudança, e o início das aulas marcado para o dia 19, eu não conseguiria ter acesso ao trabalho com as crianças e ficaria prejudicada mais de 50% da minha proposta do evento, que era trabalhar diretamente nos estabelecimentos de ensino”, relata Delasnieve.

O adiamento é visto como agregação de experiência para a poetisa, que afirma não ter pensado nesses detalhes quando idealizou o evento. Isso vai refletir nas próximas edições, que deverão ser marcadas já no decorrer do primeiro semestre do ano para não sofrer novamente com as nuances do calendário letivo ou com o orçamento nacional.

“Melhor adiar para cumprir as determinações que eu me havia proposto e para entrar o dinheiro. Nós estamos muito satisfeitos. Conseguimos manter a programação”, conta a organizadora da Flims.

A feira contará com mostras, palestras e apresentações relacionadas às sete artes: música, dança, pintura, arquitetura, teatro, literatura e cinema. Haverá shows de artistas regionais, grupos folclóricos e presença de escritores de renome nacional. A programação completa está disponível no site do evento.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.